software‎ > ‎módulos‎ > ‎administrador‎ > ‎manuais‎ > ‎

Manual do Gerador de Relatórios

Manual para geração de relatórios

Introdução

No processo é possível criar relatórios com base em fontes de dados pré-definidas. Os filtros e colunas que irão compor o relatório devem ser escolhidos, assim como a disposição das colunas na exibição do relatório.

Objetivo

Utilizar o processo de geração de relatórios localizado em Perfil do Usuário > Meus Relatórios para criar relatórios a partir de uma fonte de dados pré-definida.

Estrutura do guia

A estrutura conceitual dos assuntos abordados neste guia é:

  • Fluxo Operacional
    • Criação de relatório
      • Definição da fonte de dados a ser consultada
      • Configuração de filtros e colunas do relatório
      • Configuração de exibição do relatório
      • Controle de permissões do relatório
    • Edição de relatório
    • Duplicação de relatório

Pré-requisitos

Para criar um novo relatório é preciso de uma fonte de dados (DataSource) pré-definida. Já existem diversas fontes de dados no sistema: para pedido, títulos, usuários, etc. Outras fontes de dados podem ser criadas por um desenvolvedor. Essas fontes de dados irão prover os filtros e colunas a serem consumidos pelo relatório.

Fluxo Operacional

Ao entrar no processo Unum > Perfil do Usuário > Meus Relatórios, são exibidas duas grades. Na primeira é mostrado os relatórios criados pelo usuário e na segunda todos os relatórios que o usuário tem acesso.

  • Criação de relatório - Há um botão Novo que deve ser clicado para criação de um novo relatório.

    • Definição da fonte de dados a ser consultada - Selecione, na grade exibida, a fonte de dados que deseja-se utilizar para criação do relatório. Definida a fonte, deve-se clicar em Configurar Relatório.
    • Configuração de filtros e colunas do relatório - Nessa nova tela serão exibidas quatro novas grades. As duas primeiras são de seleção de filtros: a grade da esquerda são os filtros disponibilizados pela fonte de dados e a da direita são os filtros que foram selecionados para compor o relatório.

      Ou seja, não há necessidade de utilizar todos os filtros definidos na fonte de dados, somente aqueles que são fundamentais para o relatório.

      Para escolher um filtro para compor o relatório, um registro referente ao filtro deve ser selecionado seguido de um clique no botão Adicionar, presente na grade.

      Isso fará com que o registro passe da grade de filtros disponíveis para a grade de filtros selecionados e permita a configuração do filtro. Os filtros selecionados serão as variáveis de consulta do relatório. A última coluna da grade da direita, "visível", controla como o filtro será exibido na grade de variáveis do relatório gerado. Por padrão, os filtros são visíveis. Caso um filtro seja marcado como não visível, ele não será exibido na grade de variáveis do relatório gerado, mas será utilizado na consulta caso seja atribuído um valor fixo no campo "Valor" da grade de filtros selecionados.

      O campo da esquerda das grades de filtros e colunas disponíveis representa o prefixo, ele é necessário quando algumas fontes de dados exibem nomes e ajudas duplicadas para filtros ou colunas, contudo o propósito é distinto. O prefixo é um identificador criado pela fonte de dados e o seu significado deve estar documentado na ajuda da fonte de dados. Exemplo: Emissão em uma fonte de dados de vendas pode significar a emissão do pedido, da baixa desse pedido ou da devolução desse pedido. Nesse cenário, o prefixo indicará o contexto a que se refere.

      Abaixo das grades de filtros, há outras duas que tem a mesma funcionalidade das grades de filtro, contudo são de seleção e configuração das colunas que serão exibidas no relatório. Vale ressaltar que colunas que tenham classe, são lookups (campos que possuem referência para outra tabela do sistema). Essas colunas tem em seu valor a chave do registro que está em outra tabela. Se for de interesse mostrar algum valor que não seja a chave, o campo Derivação da grade deve ser preenchido com o nome do campo que se deseja mostrar, isso pode ser feito de maneira expandida enquanto o conteúdo do campo selecionado for uma chave. Exemplo: Selecionada a fonte de dados da tabela Pedido, a coluna Pessoa é escolhida e para mostrar o nome da pessoa, o campo Derivação deve ser preenchido com NOME, caso queira mostrar o nome da classe da Pessoa, o campo Derivação deve ser preenchido com Classe.NOME.

      Logo em seguida, são apresentados campos para configuração de profundidade e altura de caminhos nas colunas que foram derivadas com a dimensão "Path" (Caminho), estes campos só estão disponíveis para colunas com derivação para classe.

      ATENÇÃO: Os campos para configurar a dimensão de caminho só estão disponíveis no formato de exibição de formulário da grade de colunas selecionadas.

      Abaixo a descrição para cada campo de configuração das colunas:

      • Raiz do caminho - Determina qual a classes que será a raiz sugerida para o caminho, caso não seja uma raiz válida o relatório irá montar o caminho com uma classe de nível equivalente.

      • Profundidade do caminho - Determina qual é a profundidade do caminho a ser montado, ou seja, que nível deve ser a classe terminal.

      • Altura do caminho - Determina qual é a classe raiz a partir da classe terminal calculada.

      Para exibir colunas de data é possível ainda definir as dimensões de: Mês, Ano e Semana. Já para os campos de classe é possível utilizar a dimensão que mostra o caminho da classe ou a dimensão que exibe a imagem vinculada ao registro. O usuário pode utilizar o nome dos campos ou seus rótulos, seguido de ponto para cada derivação. Ou, expandir o campo com a lista de opções disponíveis. Após as configurações dos filtros e colunas, é necessário configurar a disposição visual dos dados. Para isso, clique no botão Configurar Exibição.

    • Campos do tipo grade podem ser utilizados, mas somente como lookup para outros campos. Ou seja, não podem ser usados diretamente como filtros, nem como colunas do relatório

    • Filtros do tipo grade podem ser utilizados, mas somente para  

    • Configuração de exibição do relatório - Nesse passo será exibido uma grade e uma prévia do relatório abaixo da grade. Cada mudança nos campos da grade será refletida na prévia do relatório. Essa prévia simulará o leiaute final do relatório após a gravação das alterações realizadas.

      Mudando a visão da grade Configuração da visualização para formulário, é possível alterar configurações referentes a exibição de imagem. O campo "Exibir?", presente no agrupamento "Configuração de Imagem", é utilizado para o controle de exibição de imagem. Esse campo é automaticamente preenchido quando é utilizada a dimensão "Imagem" na configuração de derivação de uma coluna lookup. O campo também pode ser marcado quando o valor da coluna remete a uma URI(endereço) de uma imagem presente no sistema.

      Caso a coluna de exibição seja referente a uma coordenada geográfica o usuário pode selecionar o formato de exibição de acordo com o padrão internacional adotado conforme elucidado abaixo:

      • Formato de exibição para coordenadas geográficas ou ângulos de acordo com o a regra de formação para eles descrita abaixo:
        • DDD_DDDDD: graus decimais°
        • DDDMMMMM_DIR: graus° minutos' {N|S|E|W}
        • DDDMMSSSDIR: graus° minutos' segundos" {N|S|E|W}
        • DDD: graus°
                      DDD_DD: graus decimais° Cada caractere na regra de formação representa um numero de formação. EX.:
          • 255° 54' 23,4" N
          • DDD MM SS_S DIR';
        • Formato de exibição para o tipo 'date' (Data):
          • DDMMYYYY: dia/mês/ano (Ex: 11/11/2011)
          • DDMM: dia/mês (Ex: 11/11)
          • MMYYYY: mês/ano (Ex: 11/2011)
          • WWYYYY: semana/ano (Ex: 35/2011)
          • YYYYWW: ano/semana (Ex: 2011/35)

                        A função do campo "Mesclar duplicados?" é mesclar todos os registros enquanto o valor da coluna se repertir e o agrupamento não mudar.

                        O campo "Agrupa?" em combinação com a configuração de derivação para caminho irá sempre explodir cada nível do caminho como se fosse um                         agrupamento no relatório.

                        Após configurar o local onde o relatório será exibido e suas permissões. Para isso, clique no botão Configurar Permissões.

      • Controle de permissões do relatório - No último passo para criação do relatório é definida a localização do relatório na árvore do menu. Ao escolher a localização, a grade Grupos ou papéis com acesso é preenchida automaticamente com os grupos que tem permissão de acesso a essa localização. É permitido retirar o acesso de grupos, papéis e usuários ao novo relatório, mas não é permitido dar acesso além dos sugeridos.

    • Edição de relatório - Selecione o relatório que deseja editar. Siga os passos Configuração de filtros e colunas do relatório e Configuração de exibição do relatório.

    • Duplicação de relatório - Selecione o relatório que deseja duplicar na grade Relatórios do Usuário. Aperte o botão duplicar. Ao término da duplicação, o arquivo que representa a duplicata conterá o caractere '+' no final do nome do relatório.