software‎ > ‎módulos‎ > ‎desenvolvimento‎ > ‎manuais‎ > ‎

Atualização de arquivos virtuais

Introdução

O processo Atualizar VFS é uma ferramenta para inserir, atualizar e excluir arquivos da tabela iVFS (Sistema de Arquivos Virtual do sistema UNUM) a partir de uma base de origem contra uma base de destino. Essa atualização se dá sobre quaisquer arquivos armazenado na iVFS, como: códigos de processos, relatórios, imagens, documentos, etc.

Para que o cliente consiga atualizar seus arquivos entre bases de forma adequada, diminuindo a inserção de comportamentos não esperados, será realizado o esclarecimento, neste manual, sobre o processo de atualização de VFS.

Objetivo

Permitir o usuário atualizar arquivos, que estão na VFS, de uma base de origem para uma base destino. Ou seja, a base que está executando o processo supracitado atualizará a base escolhida como destino com os arquivos selecionados.

Ao realizar uma atualização, permissões poderão ser geradas para os grupos e usuários já configurados na base destino. Para novos arquivos passivos de permissão, como um relatório ou processo, há uma geração automática de permissões adquirida por herança. Caso a classe do arquivo enviado também seja nova, ela também ganhará novas permissões herdadas da primeira classe mãe existente na base de destino.

Estrutura do guia

A estrutura conceitual dos assuntos abordados neste guia é:

  • Pré-requisitos
  • Fluxo Operacional
    • Permitir a seleção dos arquivos a serem atualizados
    • Base de destino que receberá o(s) arquivo(s)
    • Alteração(ões) que será(ão) realizada(s) na base de destino
    • Relatório final com informações da atualização

Pré-requisitos

Para atualizações de registro CUSTOM, é necessário realizar o cadastro de bases. Ver mais em:

Outra configuração necessária é a de política de segurança para que a base de destino permita conexões remotas. Ver mais em:

Fluxo Operacional

Ao entrar no processo UNUM > Desenvolvimento > Atualização > Atualizar VFS, são exibidas duas grades. Na primeira devem ser definidos os filtros para que a segunda mostre os registros da VFS que atendem aos filtros.

  • Permitir a seleção dos arquivos a serem atualizados - Deve ser utilizado a primeira grade para que seja realizado um filtro a fim de mostrar os registros passíveis de atualização. Depois de selecionado o registro na grade Sistema Virtual de Arquivos (Virtual File System) deve ser clicado no botão Selecionar Destino para continuar o processo de atualização.

  • Base de destino que receberá o(s) arquivo(s) - Na grade exibida deverão ser definidos os parâmetros para conexão com a base de destino. Para avançar clique no botão Prever Alterações.

  • Alteração(ões) que será(ão) realizada(s) na base de destino - Para confirmar as alterações, serão mostradas 4 novas grades:

    - A primeira grade, de nome Variáveis Complementares, serve para o usuário escolher se quer realizar, antes da própria atualização, testes na base de origem. Caso algum teste falhe, a atualização não será efetivada. Esta mesma grade serve para indicar o caminho da ferramenta WinMerge, utilizada por desenvolvedores para comparar as diferenças do arquivos que estão sendo atualizados.

    - A segunda grade, Comentários da Atualização, serve para o usuário informar qual requisito está sendo o motivador daquela atualização. Nesta mesma grade, o usuário pode escrever um texto com suas considerações a respeito desta atualização. Estas informações ficarão registradas no banco de dados e estarão disponíveis para auditoria futura.

    - A terceira grade é a que contém os registros dos arquivos que serão alterados. Cada registro poderá conter 3 ações de alteração: Nenhum, Inserir e Atualizar.

    • Nenhum - não há diferença no arquivo entre a base de origem e base de destino.
    • Atualizar - o arquivo existe na base de origem e na de destino e foram identificados trechos diferentes entre as bases.
    • Inserir - o arquivo não existe na base de destino e será inserido. No caso da alteração, vale ressaltar que, se o registro for escolhido para ser atualizado na base destino, todo o conteúdo da base de origem irá sobrepor o conteúdo da base destino. Ou seja, trechos que existiam somente na base de destino serão apagados. O ideal nesse caso é mesclar os códigos, ou seja, pegar o que há somente na base origem e o que há somente na base destino e unificar essas diferenças em um só arquivo. O resultado do processo de mesclagem será a versão que irá para a base de destino. Para mesclar um arquivo entre as duas bases deverá ser instalado o aplicativo que permite realizar a mesclagem. O aplicativo é o WinMerge. O engine deverá identificar que esse aplicativo está instalado na máquina. Se não for identificado automaticamente, na primeira grade que mostra as alterações, deverá ser inserido o caminho onde o WinMerge está instalado. Feito isso, deve-se selecionar o registro que se deseja mesclar e depois clicar no botão Merge. Ao realizar a mesclagem, o aplicativo pode ser fechado o pois o que fora mesclado será atualizado. Na segunda grade deverão ser inseridos comentários sobre a atualização, informando motivo da atualização está sendo feita. Depois de selecionados os registros que devem ser atualizados e realizada a mesclagem nos registros que estão sendo modificados, o botão Atualizar deve ser clicado para que sejam efetivadas as alterações. É importante lembrar que este processo não exclui registros na base destino, ou seja, não é possível excluir um registro da VFS da base origem e tentar usar esse processo para que seja excluído também em uma base de destino.

    - A quarta grade é a de sugestão para exclusão de registros do Sistema. Esses registros existem na base de destino e não existem mais na base de origem. É muito importante observar que uma exclusão de registros pode causar uma instabilidade na base de destino. Por isso, toda exclusão só deve ser feita depois de muita ponderação e avaliação de impacto. Caso haja qualquer dúvida, sugerimos não selecionar quaisquer registros nesta grade.

  • Relatório final com informações da atualização - Após a atualização, será mostrado um relatório com um resumo de tudo que foi feito na base de destino. Em um trecho é mostrado a chave e o caminho de cada arquivo (registro na iVFS) alterado. No final do relatório, são mostradas as versões de todas as alterações que foram realizadas na base destino. Com estas chaves de versão é possível desfazer todas as alterações realizadas neste processo. Neste último passo também é possível enviar um e-mail com este relatório. Para enviar basta clicar no botão Enviar, presente na grade Enviar dados do relatório por e-mail.