software‎ > ‎módulos‎ > ‎frente de loja‎ > ‎manuais‎ > ‎

Guia de Configuração do Frente de Loja (em atualização)

Conteúdo

  1. 1 Introdução
  2. 2 Conceitos Básicos do Sistema Bematech
  3. 3 Módulo Frente de Loja
    1. 3.1 Conceitos do Frente de Loja
  4. 4 CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA
    1. 4.1 Usuários
    2. 4.2 Configuração de Alíquotas
    3. 4.3 Configuração das Operações Não Fiscais
    4. 4.4 Configuração dos Registradores de Pagamento
    5. 4.5 Configuração de registradora de Relatório Gerencial (RG)
    6. 4.6 Configurações de servidores TEF
      1. 4.6.1 Sitef
      2. 4.6.2 Auttar
      3. 4.6.3 Configuração de Menu Tef para Carga de Cartão Presente
    7. 4.7 Não possibilitar venda de produtos fora de linha sem estoque
  5. 5 CONFIGURAÇÕES DA LOJA
    1. 5.1 Servidor de Lojas
    2. 5.2 Terminais de Pré-Venda
    3. 5.3 Disponível de Caixa
    4. 5.4 Terminais de Venda com Cupom Fiscal
    5. 5.5 Terminais de Venda Com Nota Fiscal Consumidor Eletrônica (NFCe)
    6. 5.6 Emissores de Cupom Fiscal
  6. 6 CONFIGURAÇÕES TERMINAL DE CF-e
    1. 6.1 Usuários 
      1. 6.1.1 Permissões
      2. 6.1.2 Terminais de CF-e
      3. 6.1.3 Emissor SAT-CF-e
    2. 6.2 Emissores de MFE (Em construção)
      1. 6.2.1 Emissores de NFC-e com Fiscal Manager API One
    3. 6.3 CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS PARA TODOS OS TERMINAIS
      1. 6.3.1 Habilita Emissor de Documento Fiscal
    4. 6.4 PAF-ECF
      1. 6.4.1 Configuração do PAF - Caixa
      2. 6.4.2 Configuração do PAF - Pré-venda (Em atualização)
      3. 6.4.3 Servidores de PAF-ECF 
      4. 6.4.4 Regras de vínculo de Servidores PAF-ECF
      5. 6.4.5 Vínculos entre Unidades da Federação e Serviços PAF-ECF
  7. 7 CONFIGURAÇÕES DE CREDIÁRIO
    1. 7.1 Permissões
    2. 7.2 Terminais de crediário
    3. 7.3 Habilita Impressão do Comprovante de Crediário
    4. 7.4 Habilita Impressão do Documento do Título e do Contrato
    5. 7.5 Habilita Campo Avalista na Aprovacão de Crédito
    6. 7.6 Habilita Classe de Pessoa no Processo de Aprovação de Crédito
    7. 7.7 Configuração da Devolução no Frente de Loja
  8. 8 .OUTRAS CONFIGURAÇÕES A SEREM UTILIZADAS NO FRENTE DE LOJA
    1. 8.1 Recursos com multiplicador bloqueado
      1. 8.1.1 Relatório Movimentação Geral do Caixa
      2. 8.1.2 Habilitar a Interação Automática para Inserção de Data de Programação de uma Entrega
      3. 8.1.3 Habilitar a Interação Automática para Inserção de Data de Programação de uma Montagem
      4. 8.1.4 Transferência vinculada
      5. 8.1.5 Solicitação de informação de quantidade do recurso inserido na prevenda e na venda do caixa
      6. 8.1.6 Antecipação da validação de saldo de estoque no pedido


Introdução

A Bematech desenvolveu um frente de loja moderno, visualmente bonito e, acima de tudo, funcional. Diferentemente de vários outros sistemas presentes no mercado, nossa frente de loja permite a utilização do teclado em conjunto com o mouse ou o uso apenas do primeiro, agilizando as operações. 

Este guia tem por objetivo orientar aos usuários da área de TI nas configurações e cadastros necessários para a utilização do Frente de Loja. Serão apresentadas as principais configurações e cadastros necessárias para a utilização do frente de loja Bematech. Ressaltamos que é de suma importância que sejam verificadas as configurações mínimas recomendáveis de hardware para utilização do Sistema Bematech.

Considerando-se a complexidade de um ERP, não serão descritos nesse guia termos introdutórios do sistema. 

Pré-requisitos
O processo obedece as regras ditadas pelas configurações de permissões a serem conferidas a cada usuário. Antes de se iniciar o uso do processo é importante definir as pessoas que terão o poder de criar, aprovar ou baixar uma requisição. Tal configuração pode ser feita através do caminho Bematech>Admin>Segurança>Permissões>Permissões caminho na árvore de permissões Products/INTEQstore/Frente de Loja.

Conceitos Básicos do Sistema Bematech

Buscando um alinhamento conceitual, voltado para a nomenclatura básica do Sistema Bematech, sugerimos a leitura dos itens abaixo:
  • Estabelecimentos
  • Locais de escrituração
  • Centro de custo ou resultados
  • Almoxarifado
  • Classes
  • Pessoas
  • Recursos

Módulo Frente de Loja

Conceitos do Frente de Loja

O frente de loja apresenta uma a interface em HTML, padrão utilizada na Internet, permitindo uma fácil identificação de todas as áreas do caixa e a utilização de campo único para a entrada de dados, onde todas as interações deverão ser respondidas. A semelhança com páginas da Web facilita ainda mais o aprendizado e favorece a apresentação visual de informações da empresa usuária.

Segue os cadastros e configurações necessários para o funcionamento do frente de loja:

CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA

Usuários

Neste momento, são criados os usuários do caixa (gerente, operador, supervisor etc.) e configuradas suas permissões, onde são definidas através do processo de permissões "Unum/Adim/Segurança/Permissões/Permissões" acessando o caminho: 

  • Caixa: Raiz/products/INTEQstore/Frente de Loja/Caixa.ip
  • Pré-venda: Raiz/products/INTEQstore/Frente de Loja/Pré-venda.ip
  • Aprovação de crédito: Raiz/products/INTEQstore/Frente de Loja/Crediário.ip
  • Relatório de Movimentação do Caixa: Raiz/products/INTEQstore/Retaguarda da Loja/Tesouraria/Mapa de Caixa.il

Para isso deve-se ir em "Unum/Admin/Segurança/Grupos, papéis e usuários/Usuários" e seguir os passos abaixo: 

1. Inserir um novo registro no processo “Usuários”. 

2. Informar os campos Nome*, Grupos e Papéis, Estabelecimentos, Entidade*, Nome completo*

Nome*: Nome do usuário. 

Grupos e Papéis: Informar o(s) grupo(s) que o usuário pertence. Ou seja, os grupos de permissões que mesmo terá no sistema.

Segue abaixo os grupos disponíveis no sistema que podem ser usados para as funções de:

Vendedor: Vendedor Restrito/Vendedor Padrão/Vendedor Master

Gerente de Loja: Gerente Loja 

Caixa: Caixa Aprovador/Caixa Operador Restrito/Caixa Operador Padrão/Caixa Operador Master

Estabelecimento: Informar o estabelecimento que o usuário pertence. Ou seja, qual a loja que ele esta exercendo a sua função.

Política de segurança: Informar o tipo de política de acesso para o usuário.

Entidade*: Caso a entidade desejada não esteja cadastrada, deve-se dar um duplo clique para que a tabela “Pessoas” seja aberta e assim iniciar o cadastro da entidade. Após inserir o registro, devem ser informados os campos do cadastro, onde deve ser observada a classe em que essa pessoa deverá ser cadastrada (podendo ser Vendedores, Gerentes, Diretores, etc.) Sugerimos que o campo código do cadastro da entidade contenha a mesma informação colocada no campo “Nome*” do login do usuário.

Nome completo*: Esse campo será preenchido automaticamente depois de informada a entidade.

3. Confirmar (cltr + enter) e neste momento será gerada um senha automática.

4. Pronto! O usuário estará cadastrado e pronto para utilizar o sistema.

Configuração de Alíquotas

Configure as alíquotas de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) e ISS (Imposto Sobre Serviços) utilizadas pela empresa. Não será necessário cadastrá-las para cada emissor fiscal desde de que o mesmo possua as mesma alíquotas informadas no XML, podendo ser utilizado por diversos ECFs. Caso contrário, deve-se inserir um novo registro para que o mesmo possa ser vinculado ao emissor de cupom fiscal correspondende.

Se o modelo do ECF suportar a criação de alíquotas sem intervenção técnica, o caixa irá criar a alíquota através do software na operação de “Início do Dia”. Se este recurso não estiver disponível, o cliente deverá solicitar a criação de alíquotas à empresa responsável pela manutenção dos ECFs, antes de adicionar a alíquota no sistema.

Para realizar tal cadastro deve-se seguir os passos abaixo:

Inicialmente deve-se acessar Bematech/Retaguarda da Loja/Cadastros/ Configurações de ECF/Alíquotas e com isso preencher os seguintes campos:

Código: Código para identificação da alíquota. Nome: Nome completo de identificação da alíquota. 
Classe*: Deverá informar a classe “Config de Alíquotas ECF” 
Configuração XML *: Segue o XML, onde deverão ser informadas as alíquotas utilizadas. As informações marcadas em negrito devem ser aletardos de acordo com o utilizado. Caso não se utilize todas as alíquotas abaixo basta deixar apenas aquelas que serão utilizadas.
<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?>
<aliquotas xmlns='http://inteq.com.br/nameSpaces/configuracaoCaixa1'>
<aliquota tipo="icms" valor="17"/>
<aliquota tipo="icms" valor="25"/>
<aliquota tipo="icms" valor="12"/>
<aliquota tipo="icms" valor="7"/>
<aliquota tipo="iss"    valor="5"/>
</aliquotas>

Configuração das Operações Não Fiscais

A configuração das operações não fiscais no sistema consiste em informar, através do código XML, o registrador para cada tipo suportado pelo caixa. O número do registrador pode ser obtido através da Leitura X ou da Redução Z (as operações podem receber nomenclaturas diferentes, dependendo do tipo de impressora, mas os números dos registros podem ser obtidos a partir dos sentidos das operações). Não será necessário cadastrá-las para cada emissor fiscal desde de que o mesmo possua os mesmos registradores informadas no XML, podendo ser utilizado por diversos ECFs. Caso contrário, deve-se inserir um novo registro para que o mesmo possa ser vinculado ao emissor de cupom fiscal correspondende.

Para realizar tal cadastro deve-se seguir os passos abaixo:

Inicialmente deve-se acessar Bematech/Retaguarda da Loja/Cadastros/Configurações de ECF/Operações Não Fiscais e com isso preencher os seguintes campos:

Código:Código para identificação dos tipos operações não fiscais.
Nome: Nome completo de identificação dos tipos operações não fiscais.
Classe*: Deverá informar a classe “Config de Operações Não Fiscais ECF”
Configuração XML *: Segue o XML, onde deverão ser informadas as operações não fiscais utilizadas. As informações marcadas em negrito devem ser aletardos de acordo com o desejado.

<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?> 
<operacoesNaoFiscais xmlns='http://inteq.com.br/nameSpaces/configuracaoCaixa1'> 
<operacaoNaoFiscal tipo="onfRecebimento" registrador="1"/>
<operacaoNaoFiscal tipo="onfSangria"         registrador="29"/>
<operacaoNaoFiscal tipo="onfSuprimento"    registrador="30"/>
</operacoesNaoFiscais>

Obs: ECF`s dos fabricantes Bematech e Epson o xml é configurado com números e do fabricante Daruma o xml é configurado com letras.

Configuração dos Registradores de Pagamento

A configuração das formas de pagamento no sistema consiste em informar, através do código XML, o registrador dos pagamentos ou as suas descrições para cada tipo suportado pelo caixa. Os registradores e descrições podem ser verificadas através da leitura X ou da Redução Z.

O cadastro do XMLs poderá ser utilizado por diversos emissores de cupom fiscal, desde que todos os ECFs utilizados possuam os mesmos registradores informadas no XML. Caso contrário, deve-se inserir um novo registro para que o mesmo possa ser vinculado ao emissor de cupom fiscal correspondente. 

Sugerimos que as impressoras de cupom fiscal passem por intervenção técnica antes de iniciar a utilização do sistema Unum, a deixando apenas com a configuração de pagamento dinheiro. Dessa forma, a impressora cadastrará as condições informadas no XML de acordo com o desejado automaticamente no momento da utilização.

Se os registradores ou descrições informados não existam no ECF, o caixa irá cria-los na operação de início do dia se o modelo do ECF suportar a criação de legendas de pagamentos sem intervenção fiscal. Caso este recurso não esteja disponível, o cliente deverá solicitar a criação da legenda de pagamentos à empresa responsável pela manutenção dos equipamentos, antes de adicionar o registrador nesta configuração.

Inicialmente deve-se acessar Bematech/ Retaguarda da Loja/ Cadastros/ Configurações de ECF/ Registradores de Pagamentos e com isso preencher os seguintes campos:

Código: Código para identificação dos tipos de pagamentos. 
Nome: Nome completo de identificação dos tipos de pagamentos. 
Classe*: Deverá informar a classe “Config de Pagamentos ECF” 
Configuração XML*: Segue o XML, onde deverão ser informados os registradores ou descrição dos de pagamento utilizados. 

Modelo de XML por registrador para as impressoras do fabricante Bematech e Epson, para este tipo de xml são utilizado os registradores do emissor de cupom fiscal com a sua relação com o tipo suportado pelo caixa através de NÚMEROS:

<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?>
<pagamentos xmlns='http://inteq.com.br/nameSpaces/configuracaoCaixa1'>
   <pagamento tipo="tpDinheiro"                registrador="1"/>
   <pagamento tipo="tpChequeAVista"       registrador="2"/>
   <pagamento tipo="tpChequePreDatado"  registrador="3"/>
   <pagamento tipo="tpCartaoCredito"        registrador="4"/>
   <pagamento tipo="tpCartaoDebito"         registrador="5"/>
   <pagamento tipo="tpTroca"                    registrador="6"/>
   <pagamento tipo="tpDepositoBancario"   registrador="7"/>
   <pagamento tipo="tpDuplicata"               registrador="8"/>
   <pagamento tipo="tpCrediario"                registrador="9"/>
   <pagamento tipo="tpConvenio"               registrador="10"/>
   <pagamento tipo="tpCreditoCliente"        registrador="11"/>
   <pagamento tipo="tpDinheiroVinc"          registrador="12"/>
   <pagamento tipo="tpFinanceira"             registrador="13"/>
   <pagamento tipo="tpTEF"                      registrador="14" vinculavel="true"/>
   </pagamentos>

Modelo de XML por registrador para as impressoras do fabricante Daruma, para este tipo de xml são utilizado os registradores do emissor de cupom fiscal com a sua relação com o tipo suportado pelo caixa através de LETRAS:

<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?>
<pagamentos xmlns='http://inteq.com.br/nameSpaces/configuracaoCaixa1'>
   <pagamento tipo="tpDinheiro"            registrador="A" vinculavel="false"/>
   <pagamento tipo="tpCartaoDebito"     registrador="E" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpTroca"                registrador="F" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpDuplicata"           registrador="G" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpDepositoBancario" registrador="H" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpCrediario"            registrador="I" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpCreditoCliente"    registrador="J" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpCartaoPresente"  registrador="K" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpDinheiroVinc"      registrador="L" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpConvenio"           registrador="M" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpChequeAVista"    registrador="N" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpChequePreDatado"  registrador="O" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpCartaoCredito"     registrador="P" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpTEF"                      registrador="Q" vinculavel="true"/>
</pagamentos>

Modelo de XML por descrição que poderá ser utilizado para todos os fabricantes homologados pelo Bematech Varejo, onde para este tipo de xml tipo suportado pelo caixa relacionados através da descrição do registrado utilizado pelo ECF. Uma vantagem da utilização deste xml é que o mesmo permite a inclusão de mais de uma descrição por tipo de pagamento, fazendo com que seja criado apenas um xml para todos os emissores de cupom fiscal, desde que nele tenham todas as descrições utilizadas pelos ECFs. Ressaltamos que as descrições devem ter no máximo 15 caracteres e caso a descrição informada seja diferente de todos aquelas informadas, a mesma será adicionada ao ECF:

<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?>
<pagamentos xmlns='http://inteq.com.br/nameSpaces/configuracaoCaixa1'>
   <pagamento tipo="tpDinheiro"                 descricao="Dinheiro,Din"/>
   <pagamento tipo="tpChequeAVista"        descricao="Cheque a Vista, ChVista"/>
   <pagamento tipo="tpChequePreDatado" descricao="Cheque PreData, ChPreData"/>
   <pagamento tipo="tpCartaoCredito"         descricao="Cartao Credito, Car Credito"/>
   <pagamento tipo="tpCartaoDebito"          descricao="Cartao Debito, Car Debito"/>
   <pagamento tipo="tpTroca"                     descricao="Troca, Tro"/>
   <pagamento tipo="tpDepositoBancario"  descricao="Deposito Banca, DepBanco"/>
   <pagamento tipo="tpDuplicata"               descricao="Duplicata, Dup"/>
   <pagamento tipo="tpCrediario"                 descricao="Crediario, Cred"/>
   <pagamento tipo="tpConvenio"                descricao="Convenio, Conv"/>
   <pagamento tipo="tpCreditoCliente"         descricao="Credito Client, Cr Client"/>
   <pagamento tipo="tpDinheiroVinc"           descricao="Dinheiro Vinc, Din Vinc"/>
   <pagamento tipo="tpCartaoPresente"       descricao="Cartao Present, Car Pre"/>
   <pagamento tipo="tpFinanceira"       descricao="Financeira, Fina"/>
   <pagamento tipo="tpTEF"       descricao="TEF, FET" vinculavel="true"/>
   <pagamento tipo="tpCancelamento"       descricao="Cancelamento, Cancel"/>
 </pagamentos>

Configuração de registradora de Relatório Gerencial (RG)

A configuração de registradora de Relatório Gerencial consiste em informar, através do código XML, as informações que serão contempladas nos relatórios gerenciais emitidos pelo caixa. Não será necessário cadastrá-las para cada emissor fiscal. Ou seja, não preciso cadastrar um registro de configuração para cada impressora, todas podem utilizar ou não a mesma configuração. 

Para realizar tal cadastro deve-se seguir os passos abaixo:

Inicialmente deve-se acessar Bematech/Retaguarda da Loja/Cadastros/Configurações de ECF/Registradores RG e com isso preencher os seguintes campos:

Código:Código para identificação dos tipos operações não fiscais.
Nome: Nome completo de identificação dos tipos operações não fiscais.
Classe*: Deverá informar a classe “Configuração de Registradora RG”
Configuração XML *: Segue o XML, onde deverão ser informadas as informações que serão contempladas no relatório gerencial. As informações marcadas em negrito devem ser informadas de acordo com o desejado. O XML abaixo é o padrão do sistema:

<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?>
<relatoriosGerenciais xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtm">
   <relatorioGerencial tipo="tpRecargaCelular" descricao="[Recarga, Recarga Celular, Celular]"/>
    <relatorioGerencial tipo="tpParametrosConfiguracao" descricao="Param de Config"/>
   <relatorioGerencial tipo="tpDAVS" descricao="DAVS"/>
</relatoriosGerenciais >

Atualmente o padrão é totalizador de RG está disponível somente para Recarga de Celular e DAVs.

Caso a impressora utilizada já possua um registrado com a mesma descrição contida no campo Descrição do XML, o sistema deve unificar as informações no relatório gerencial. Ou seja, considerando o XML acima, que já possui as nomenclaturas: Recarga, Recarga Celular e Celular, se na registradora já possuir registro com a mesmo nomenclatura, então no relatório não apresentará duas linha com o mesmo nome. Será apresentado apenas um, agrupando as operações correspondentes.

Já com relação ao registrador DAVs, ele será utilizado para a registrar as emissões dos DAVs através do Emissor de Cupom Fiscal, onde para alterar o xml padrão disponibilizamos uma rotina pós-upgrade (versão 2017-1) automática para a atualização do XML Padrão, na qual irá adicionar o registrador específico ao registro padrão de relatórios gerenciais. Caso seja utilizado um XML específico para os registradores gerenciais, diferente do padrão, disponibilizamos também uma rotina de manutenção para tal ajuste. Esta rotina fica localizada em Retaguarda da Loja/Configurações e Manutenções/Manutenções, acessando Manutenções/Store/Caixa/Corrigir cadastro de Registradores RG no ECF, onde deverá ser informada a chave do registro do xml para a sua correção, contemplando o novo registrado para os DAVs.


Estabelecimento

Os estabelecimentos deverão ser cadastradas para todas as lojas da cadeia (matriz e filiais), tendo como campos obrigatórios de preenchimento a UF (Unidade da Federação), o CNPJ/CPF e o Comportamento Fiscal.

Código TEF do Estabelecimento

Esse campo do cadastro do estabelecimento é de suma importância para que o estabelecimento possa efetuar vendas utilizando o TEF na interface do caixa. Para realizar o cadastro do código TEF é necessário acessar a base  "D" e alterar o campo Cod TEF/Web Commerce no cadastro do estabelecimento e confirmar. Para encontrar o estabelecimento a ser alterado, basta ir em: Unum/Retaguarda da Loja/Cadastro/Locais/Pessoas.

Após a alteração, o campo deverá ser atualizado para a base de produção da seguinte forma:

  • Ir em: Unum/ Desenvolvimento/ Atualizar Tabelas Informar nos campos: 
    • Tipo: Outras tabelas 
    • Classes: Estabelecimentos
  • Selecione o estabelecimento que foi feita a alteração no campo Cod TEF/Web Commerce. Clique em <Selecionar Destino>.
  • Com isso será apresentada a grade “Destino”, onde se deve informar no campo Servidor* o IP da base destino, no campo Base de Dados* o nome da base, o seu usuário na base destino e a senha. Clique em <Prever alterações> e depois <Atualizar>.
  • Pronto. O campo Cod TEF/Web Commerce já está preenchido na base destino.

Configurações de servidores TEF

Para que o Bematech ERP possa ser utilizado junto às soluções TEF SiTef ou Auttar, os seguintes cadastros devem estar devidamente preenchidos:

  1. Cadastro de 'Solução TEF': este cadastro permite a seleção de qual solução TEF será vinculada ao estabelecimento.
  2. Cadastro de 'Servidor' TEF: este cadastro contém os servidores a serem utilizados no cadastro "Regras de Servidores TEF por Estabelecimento". Localização: Bematech/Retaguarda da Loja/Configurações e Manutenções/Servidores.
  3. Cadastro de 'Regras de Servidores TEF por Estabelecimento': este cadastro possibilita o registro de regras para vinculação entre "Servidores TEF" e os estabelecimentos associados aos terminais. Localização: Bematech/Retaguarda da Loja/Configurações e Manutenções/Servidores.

Não é possível cadastrar duas regras com 'Solução TEF' diferente para o mesmo 'Estabelecimento' ou 'Classe estabelecimento', a menos que uma das regras tenha sua vigência finalizada antes do início da regra seguinte.

É possível configurar a mensagem de inicialização do pinpad para servidor SiTef ou Auttar através da propriedade x-class "mensagemInicializacaoPinpad".

Sitef

A instalação e configuração do SiTef é realizada pela empresa usuária com orientação da Software Express. Para saber maiores informações sobre o SiTef, acesse a seção “Produtos” do site www.softwareexpress.com.br.

Caso não haja regra de servidores TEF para o estabelecimento utilizado, devem ser verificadas as seguintes configurações em script para funcionamento do SiTef como servidor de TEF padrão:
this.ipSitef: informar o ip referente ao sitef na software express
this.tefHabilitado: informar como “true” para que a propriedade fique habilitada no caixa.


Auttar

Para sua utilização o AUTTAR disponibiliza duas formas de integração junto a aplicação comercial. Uma por meio de arquivo e outra através de DLL, sendo esta última a utilizada pelo Bematech ERP. Em ambas é exigido que o aplicativo CTFClient esteja devidamente instalado e configurado localmente no terminal de caixa. 

O CTFClient é a aplicação responsável por estabelecer a comunicação "criptografada" junto ao CTFServer, servidor que está na nuvem e é o responsável por estabelecer a comunicação junto às administradoras. Esta comunicação direta e criptografada entre o CTFClient e CTFServer proporciona um funcionamento descentralizado entre o terminal de caixa e o servidor TEF, dispensando a necessidade de criação de redes VPN`s ou a instalação de um servidor TEF na rede local ao qual o terminal de caixa esta inserido.

O modelo de integração entre o Bematech ERP e o CTFClient é feito por meio de DLL no modo interativo, de forma que toda coleta de informações necessárias para realização das transações será por meio do sistema, não sendo utilizada a interface auxiliar do CTFClient.

Todo terminal de cupom fiscal deve possuir a aplicação CTFClient instalada localmente, com a opção de instalação "Suporte a DLL de Automação Comercial". Caso contrário, a "ctfclient.dll" não consegue acessar as funcionalidades necessárias do CTFClient.

Configuração de Menu Tef para Carga de Cartão Presente

Em caso de utilização de venda de cartão presente ou lista de produtos com possibilidade de geração de crédito em cartão presente, deverá ser definida qual a opção a ser configurada para utilizada na opção de cartão presente no menu TEF. Tal definição deverá ocorrer através da propriedade x-class "opcaoMenuTefCargaCartaoPresente", localizada em /Configuração/Frente de Loja/Terminal/Caixa/, informando o número da opção do menu TEF. Como por exemplo: this.opcaoMenuTefCargaCartaoPresente = '10'.

Não possibilitar venda de produtos fora de linha sem estoque

Para não possibilitar realizar venda de produtos fora de linha que não possui estoque deverá ser realizada a configuração que encontra-se documentada neste link. Além disso, ao consultar um produto que esteja fora de linha será apresentada uma sinalização na consulta de produto (F7).


CONFIGURAÇÕES DA LOJA

Servidor de Lojas

A configuração do servidor de loja se faz necessário quando a loja for utilizar pré-venda ou quando tanto o caixa como a pré-venda necessitar validar estoque. Cada estabelecimento deverá ter apenas um servidor de loja configurado e os terminais vinculados ao mesmo estabelecimento do servidor de loja deverão estar na mesma rede.

Localizado em: Unum/Retaguarda da Loja/Configurações e Manutenções/Servidores/Servidores de Pré-Venda. 

Insira um novo registro (cada loja deverá ter o seu servidor de loja) e informe os campos abaixo:

Nome*: Informar o nome do servidor. Sugerimos que o nome seja da seguinte forma SPV + o nome da loja.
Classe: Informar a classe servidores de lojas. 
Endereço: Informar o IP da máquina que será o servidor. Não deverá ser informado o nome da máquina (hostname), pois este IP é utilizado para a comunicação interna entre os terminais pré-venda e de cupom fiscal com o servidor da loja.
Porta: Informar a porta que o servidor está assumindo. 
Estabelecimento: Informar a loja do terminal.
Computador controlador dos numeradores do DAV: Neste campo será definido se o servidor cadastrado, será o computador controlador dos numeradores do DAV para o local de escrituração do estabelecimento associado ao servidor.
(em revisão) Arquivos de configuração: adicionar o script AtualizacaoTabelaVendasServidorLoja.ijs. Caso utilize pré-venda, adicionar também o script AtualizacaoSituacaoPreVenda.ijs. No campo Interv(H) deve-se informar o intervalo de tempo que tal script deverá ser executado e a flag do campo Inicia com Servidor? deverá estar selecionada caso deseje que o script seja iniciado junto com o servidor.

Terminais de Pré-Venda

Para realizar o cadastro deve-se ir em Unum/Retaguarda da Loja/Cadastro/Terminais/Terminais de Pré-Venda e seguir os passos abaixo:

Código*: Informar a descrição do Terminal de pré-venda. Sugerimos que seja colocado TPV + número do terminal + Lj + número da loja.
Nome*: Informar o nome do terminal. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código (TPV + número do terminal + Lj + número da loja) completando com o nome da loja.
Estabelecimento*: Informar a loja do terminal.
Mini Impressora: Informar a mini impressora na qual o terminal de pré-venda está vinculado para a impressão do código de barras.
Host*: Informar o IP do terminal de pré-venda.
Porta: Porta em que o iEngine está sendo executado no computador. Este campo deverá ser informado somente se o terminal for computador controlador dos numeradores do DAV.
Porta Serial do Leitor de Código de Barras: Informar a porta na qual o leitor estiver conectada.
Tipo de operação padrão PAF-ECF: Define o tipo padrão de operação a ser criado pelo terminal de pré-vendas. Nele serão apresentadas duas opções para o terminal: Pré-venda e DAV.
  • Ao selecionar Pré-venda, o terminal assumirá o comportamento normal, onde toda operação de pré-venda com emissão de documento fiscal, possuirá o seu numerador de pré-venda. 
  • Já no caso de selecionar a opção DAV, as operações com emissão de documento fiscal, possuirá apenas numerador de DAV, sendo disponível através do menu Funções do frente de loja a geração do numerador de pré-venda. 
Situações: Neste campo deve-se informar as situações que o terminal irá visualizar, onde para que o terminal visualize todas as situações basta deixá-lo em branco.
Qtd Máxima de Unidades: Permite informar a quantidade máxima permitida para a inclusão dos itens. Caso o mesmo seja deixado em branco não será validada a quantidade do itens incluídos na venda, deixando o valor em aberto, permitindo a inclusão de qualquer valor.
Usa DAV: Esta opção deverá ser selecionada se o terminal em questão utilizar a emissão do Documento Auxiliar de Venda. Em caso de estabelecimentos das unidades da federação AL, ES e PB, esta opção ficará desabilitada. 
Desabilita exibição do nome do autorizador: Ao selecionar essa opção, toda autorização de comanda não apresentará o nome do autorizador, solicitando apenas a senha do mesmo após a informação do usuário;
Mensagem caixa disponível: Este campo tem como objetivo possibilitar a alteração da mensagem a ser exibida no terminal em questão, podendo a replicar para os demais terminais ou apenas para os terminais do estabelecimento.
Computador controlador dos numeradores do DAV: Neste campo será definido se o terminal cadastrado, será o computador controlador dos numeradores do DAV para o estabelecimento associado ao terminal.
As seguintes características deverão ser observadas:
  • Somente poderá existir um "Computador controlador dos numeradores do DAV" por estabelecimento, não sendo permitido que a configuração seja atribuída para mais de um terminal de cupom fiscal ou para um terminal de cupom fiscal e servidor de loja ao mesmo tempo.
    • Caso o local de escrituração associado ao estabelecimento do terminal já possua outro computador controlador dos numeradores do DAV, esta configuração será substituída pela a nova associação que está sendo realizada.
  • Esta opção somente deverá ser habilitada para os terminais associados aos estabelecimentos nos quais não possuam locais de escrituração com as seguintes UF`s: AC, AM, DF, GO, MT, PA, RS e SP.
  • Atentar que ao realizar a configuração como computador controlador dos numeradores de DAV, este terminal deverá estar Online para possibilitar que as operações de DAV sejam realizadas nos terminais da loja.

Para exibir as pré-vendas no terminal, se faz necessário habilitar a propriedade deveExibirPreVendas (true) disponível no script de configuração "/Configuração/Frente de Loja/0100 INTEQstore.ic", pois padrão está fica desabilitada (false).

IMPORTANTE: Ao ser configurado um servidor de loja, o sistema busca um terminal de pré-venda ou cupom fiscal que possua o mesmo "host e estabelecimento" configurado no servidor de loja, para ser o computador controlador do numerador da pré-venda e do numerador do DAV, mesmo que o terminal não possua marcado a configuração "Usa DAV". Quando não identifica o sistema cria automaticamente um terminal de pré-venda com o mesmo host do servidor de loja.

Disponível de Caixa

Os disponíveis de caixa são locais utilizados para identificar onde se encontram as disponibilidades financeiras da empresa. São utilizados para informar a localização dos valores (numerários) que a empresa possui com liquidez imediata. Para cada terminal de caixa existente na loja deverá ser criado um Disponível, que será utilizado para armazenar as movimentações de disponível realizadas exclusivamente por um determinado caixa, comumente chamado de "Gaveta do Caixa". O campo Centro de Custos ou Resultados deverá ser preenchido com o Centro de Custos ou Resultados ao qual o caixa pertence.

Além dos Disponíveis associados a cada terminal de caixa, deverá ser cadastrado também um disponível CENTRAL para cada loja. Assim, a sangria de cada caixa, por exemplo, será “transferida”, sempre para o Disponível Central da Loja, comumente chamado de "Cofre da Loja".

Para realizar o cadastro deve-se ir em Unum/Retaguarda da Loja/Cadastro/Entidades/Locais e seguir os passos abaixo:

Insira um novo registro e informe os seguintes campos no cadastro do disponível de caixa     

Código*: Informar a descrição do disponível de caixa. Sugerimos que seja colocado PDV + Número do caixa + Nome da loja.
Nome*: Informar o nome do disponível de caixa. Sugerimos para os disponíveis de caixa que o nome seja da mesma forma que o código (PDV + Número do caiixa + Nome da loja). E para o caixa central sugerimos Caixa Central + Nome simples de identificação da Loja.
Classe*: Informar a classe do disponível que esta sendo cadastrado. 
Estabelecimento*: Informar a loja do disponível de caixa. 
C Custos Resultados *: Informar o centro de custos ou resultados que será utilizado para o disponível. 
Local de Escrituração: Informar o local de escrituração do disponível.

Terminais de Venda com Cupom Fiscal

Para cada Caixa existente na loja deverá ser criado um terminal para a emissão de cupom fiscal.

Para realizar o cadastro deve-se ir em Bematech/Retaguarda da Loja/Cadastro/Terminais/Terminais de Venda com Cupom Fiscal e seguir os passos abaixo:

Insira um novo registro e informe os seguintes campos no cadastro do terminal de venda com cupom fiscal

Código*: Informar a descrição do terminal de Cupom fiscal. Sugerimos que seja colocado TCF + número do caixa + Lj + número/nome(abreviatura) da loja.
Nome*: Informar o nome do terminal. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código (TCF + número do caixa + Lj + número/nome da loja) completando com o nome completo da loja.
Estabelecimento*: Informar a loja do terminal Caixa: Informe o código do disponível (caixa) que será utilizado para realizar as movimentações financeiras.
Caixa Central*: Informe o código do disponível (caixa) que será utilizado para realizar as transferências financeiras. Esse caixa é único para cada loja,
Modelo do PinPad: Informar o modelo correspondente ao PinPad utilizado na loja. Atualmente o sistema Bematech está homologado para a utilização dos seguintes modelos: Gertec PPC800, PPC900 e PPC910, Ingenico IPP 320 e Elite 3500.
Porta serial do PinPad: Informar qual a porta de comunicação do PinPad.

Valor máximo de troco permitido: Deve-se informar o valor máximo definido para o cálculo do troco a ser realizado pelo terminal de cupom fiscal. Caso não se deseje utilizar um valor máximo para troco, basta deixar o campo em branco;
Fluxo de Identificação CF/CNF:
Neste campo será definida qual a forma de definição do documento da venda no início da mesma. Assim, temos as seguintes opções: 1) "Início da Venda" que ao selecionar tal opção, será apresentada na inicialização da venda a interação padrão para informar o documento da operação, onde a venda se enquadrando nos parâmetros de venda para cliente contribuinte (Pessoa Jurídica), para venda com saída por outra loja, para a venda do tipo interestadual ou com algum produto exigir a impressão de NFE(Nota Fiscal Eletrônica) será emitido um comprovante não fiscal (CNF) para que a nota seja emitida posteriormente e para os demais casos CF; 2) "Menu Funções", onde ao selecionar tal opção, todas as vendas iniciadas no fluxo normal serão CF, sem a apresentação da interação padrão citada anteriormente, e em casos de venda que exijam a emissão de um comprovante não fiscal (CNF) será apresentada um nova opção "3. Iniciar venda contribuinte/pessoa jurídica (CNF)" no menu "Funções"; 3) "Não possui", ao selecionar tal opção todas as vendas a serem realizadas no terminal em questão só poderão emitir o Cupom Fiscal, não contando com a possibilidade da emissão do comprovante não fiscal (CNF).
Desabilita exibição do nome do autorizador: Ao selecionar essa opção, toda autorização de comanda não apresentará o nome do autorizador, solicitando apenas a senha do mesmo após a informação do usuário; 
Desabilita sugestão valor dinheiro na coleta: Ao selecionar esta opção, o sistema não irá sugerir o valor a ser pago em dinheiro no terminal de nota fiscal consumidor eletrônica, evitando assim erros operacionais. Caso a opção não seja selecionada, o sistema irá sugerir o valor a ser pago em dinheiro. 
Desabilita sugestão valor dinheiro na coleta: Ao selecionar esta opção, o sistema não irá sugerir o valor a ser pago em dinheiro no terminal de cupom fiscal, evitando assim erros operacionais. Caso a opção não seja selecionada, o sistema irá sugerir o valor a ser pago em dinheiro. 
Host: A informação do host será realizada através do processo "Habilita Emissor de Documento Fiscal"
Emissor de Cupom Fiscal: A vinculação do terminal com emissor de cupom fiscal será realizada através do processo "Habilita Emissor de Documento Fiscal"
Situações: Neste campo deve-se informar as situações que o terminal irá visualizar, onde para que o terminal visualize todas as situações basta deixá-lo em branco.
Qtd Máxima de Unidades: Permite informar a quantidade máxima permitida para a inclusão dos itens. Caso o mesmo seja deixado em branco não será validada a quantidade do itens incluídos na venda, deixando o valor em aberto, permitindo a inclusão de qualquer valor.
Bloqueia usuário corrente no cancelamento: Ao selecionar está opção será solicitada autorização de comando ao realizar cancelamento de registro de 
venda ou cancelamento de último cupom fiscal, mesmo se o operador de caixa possuir as permissões "Cancelar Ultimo Cupom e Cancelar", fazendo 
com que o operador apenas possa fazer uso das permissões, se for em um terminal que não esteja logado com o seu usuário. Tal comportamento tem 
propósito de pelo menos dois usuário ter o consentimento do cancelamento da operação e agilizar a operação na loja, pois a dependência da 
autorização não ficaria neste caso apenas na pendência como por exemplo da figura do gerente;
Mensagem caixa disponível: Este campo tem como objetivo possibilitar a alteração da mensagem a ser exibida no terminal em questão, podendo a replicar para os demais terminais ou apenas para os terminais do estabelecimento.
Habilita Gaveta: Ao selecionar a opção em questão, possibilitará a abertura da gaveta automática no momento do pagamento a ser realizado. Ressaltamos que o controle de gaveta só está contemplado para a utilização da impressoras do fabricante Daruma e dos modelos do fabricantes Gerbô GEM4260 e GEM3260, e da Bematech. Deverá ser observado para cada modelo a ser utilizado o controle de sinalização de abertura e fechamento do gaveta, pois o mesmo poderá ser invertido, onde neste caso será necessário selecionar, além da opção citada, a opção Controle Invertido da Gaveta.
Apresenta alerta pouco papel na inicialização atendimento venda: ao selecionar esta opção, o sistema passa a apresentar validação de pouco papelno ECF durante as operações de venda (Cupom fiscal e Comprovante não Fiscal). Para as demais interações, como emissão de leitura X, redução Z, sangria e suprimento, a validação será apresentada independente da seleção desta opção;
Habilita CPF na Nota: Define se será apresentada a interação para a solicitação do CPF na nota no terminal;
Computador controlador dos numeradores do DAV: Neste campo será definido se o terminal cadastrado, será o computador controlador dos numeradores do DAV para o estabelecimento associado ao terminal.
As seguintes características deverão ser observadas:
  1. Somente poderá existir um "Computador controlador dos numeradores do DAV" por estabelecimento, não sendo permitido que a configuração seja atribuída para mais de um terminal de cupom fiscal ou para um terminal de cupom fiscal e servidor de loja ao mesmo tempo.
    1. Caso o local de escrituração associado ao estabelecimento do terminal já possua outro computador controlador dos numeradores do DAV, esta configuração será substituída pela a nova associação que está sendo realizada.
  2. Esta opção somente deverá ser habilitada para os terminais associados aos estabelecimentos nos quais não possuam locais de escrituração com as seguintes UF`s: AC, AM, DF, GO, MT, PA, RS e SP.
  3. Atentar que ao realizar a configuração como computador controlador dos numeradores de DAV, este terminal deverá estar Online para possibilitar que as operações de DAV sejam realizadas nos terminais da loja.
Impressão automática do DAV: Irá definir que a impressão do DAV será realizada para todos os cupons não fiscais sem a necessidade de habilitar a impressão no momento do recebimento

O frente de loja ao realizar o cadastro do cliente irá obedecer a configuração de Vínculos entre Pessoas e Comportamentos Fiscais, desta forma ao realizar o cadastro de um pessoa pelo frente de loja irá ser apresentado somente os comportamentos fiscais que estão configurados para classe do cliente de varejo.

Terminais de Venda Com Nota Fiscal Consumidor Eletrônica (NFCe)

Para cada terminal de emissão de nota fiscal consumidor eletrônica existente na loja deverá ser criado um terminal específico, onde neste cadastro cada um deles deverão estar vinculados a Plataforma Fiscal Bematech

Para realizar o cadastro deve-se ir em Bematech/Retaguarda da Loja/Cadastro/Terminais/Terminais de venda com nfce e seguir os passos abaixo:

Inserir um novo registro e informe os seguintes campos no cadastro do Terminal de Venda com Nota Fiscal Consumidor.

Código*: Informar a descrição do terminal de Cupom fiscal. Sugerimos que seja colocado TNFCe + número do caixa + Lj + número/nome(abreviatura) da loja.
Nome*: Informar o nome do terminal. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código (TCF + número do caixa + Lj + número/nome da loja) completando com o nome completo da loja.
Estabelecimento*: Informar a loja do terminal Caixa: Informe o código do disponível (caixa) que será utilizado para realizar as movimentações financeiras.
Caixa Central*: Informe o código do disponível (caixa) que será utilizado para realizar as transferências financeiras. Esse caixa é único para cada loja,
Modelo do PinPad: Informar o modelo correspondente ao PinPad utilizado na loja. Atualmente o sistema Bematech está homologado para a utilização dos seguintes modelos: Gertec PPC800, PPC900 e PPC910, e o Ingenico Elite 3500;
Porta serial do PinPad: Informar qual a porta de comunicação do PinPad.
Valor máximo de troco permitido: Deve-se informar o valor máximo definido para o cálculo do troco a ser realizado pelo terminal de cupom fiscal. Caso não se deseje utilizar um valor máximo para troco, basta deixar o campo em branco;
Fluxo de Identificação do Tipo de DocumentoNeste campo será definida qual a forma de definição do documento da venda no início da mesma. Assim, temos as seguintes opções: 
1) "Início da Venda" que ao selecionar tal opção, será apresentada na inicialização da operação a interação padrão para informar o documento da operação, onde a venda se enquadrando nos parâmetros de venda para cliente contribuinte (Pessoa Jurídica), para venda com saída por outra loja, com alteração de tipo de saída, para a venda do tipo interestadual, com algum produto exigir a impressão de NFE(Nota Fiscal Eletrônica) ou com serviço vinculado que exija a emissão NFSe será emitido um comprovante não fiscal (CNF) para que a nota seja emitida posteriormente e para os demais casos NFCe; 
2) "Menu Funções", onde ao selecionar tal opção, todas as vendas iniciadas no fluxo normal serão NFCe, sem a apresentação da interação padrão citada anteriormente, e em casos de venda que exijam a emissão de um comprovante não fiscal (CNF) será apresentada um nova opção "3. Iniciar venda contribuinte/pessoa jurídica (CNF)" no menu "Funções"; 
3) "Não possui", ao selecionar tal opção todas as vendas a serem realizadas no terminal em questão só poderão emitir o Cupom Fiscal, não contando com a possibilidade da emissão do comprovante não fiscal (CNF).
Desabilita exibição do nome do autorizador: Ao selecionar essa opção, toda autorização de comanda não apresentará o nome do autorizador, solicitando apenas a senha do mesmo após a informação do usuário; 
Host: A informação do host será realizada através do processo "Habilita Emissor Terminal"
Virtual Ecf: A vinculação do terminal com emissor de cupom fiscal ou Virtual ECF será realizada através do processo "Habilita Emissor Terminal"
Situações: Neste campo deve-se informar as situações que o terminal irá visualizar, onde para que o terminal visualize todas as situações basta deixá-lo em branco.
Qtd Máxima de Unidades: Permite informar a quantidade máxima permitida para a inclusão dos itens. Caso o mesmo seja deixado em branco não será validada a quantidade do itens incluídos na venda, deixando o valor em aberto, permitindo a inclusão de qualquer valor.
Bloqueia usuário corrente no cancelamento: Ao selecionar está opção será solicitada autorização de comando ao realizar cancelamento de registro de 
venda ou cancelamento de último cupom fiscal, mesmo se o operador de caixa possuir as permissões "Cancelar Último Cupom e Cancelar", fazendo 
com que o operador apenas possa fazer uso das permissões, se for em um terminal que não esteja logado com o seu usuário. Tal comportamento tem 
propósito de pelo menos dois usuário ter o consentimento do cancelamento da operação e agilizar a operação na loja, pois a dependência da 
autorização não ficaria neste caso apenas na pendência como por exemplo da figura do gerente;
Mensagem caixa disponível: Este campo tem como objetivo possibilitar a alteração da mensagem a ser exibida no terminal em questão, podendo a replicar para os demais terminais ou apenas para os terminais do estabelecimento.
Habilita Gaveta: Ao selecionar a opção em questão, possibilitará a abertura da gaveta automática no momento do pagamento a ser realizado. Ressaltamos que o controle de gaveta só está contemplado para a utilização da impressoras do fabricante Daruma e dos modelos do fabricantes Gerbô GEM4260 e GEM3260, e da Bematech GD56. Deverá ser observado para cada modelo a ser utilizado o controle de sinalização de abertura e fechamento do gaveta, pois o mesmo poderá ser invertido, onde neste caso será necessário selecionar, além da opção citada, a opção Controle Invertido da Gaveta.
Apresenta alerta pouco papel na inicialização atendimento venda: ao selecionar esta opção, o sistema passa a apresentar validação de pouco papel na mini-impressora durante as operações de venda (Nota Fiscal Consumidor e Comprovante não Fiscal). Para as demais interações, como emissão de leitura X, redução Z, sangria e suprimento, a validação será apresentada independente da seleção desta opção;
Habilita CPF na Nota: Define se será apresentada a interação para a solicitação do CPF na nota no terminal.
Habilita duplicação NFCe Rejeitada: Ao habilitar essa opção no terminal de NFC-e, irá ser apresentada a opção "19. Duplica NFC-e Rejeitada" no menu funções do terminal, possibilitando que pedidos de NFC-e que tenham tido rejeições por parte da Sefaz sejam duplicados, facilitando a criação de novos pedidos em caso de solução da rejeição.
Habilita Cancelamento Automático de Pré-Vendas: Quando este campo for habilitado o terminal de NFC-e herdará o mesmo comportamento do terminal de cupom fiscal quanto ao cancelamento automático do terminal de pré-vendas.


Emissores de Cupom Fiscal

Para cada PDV existente na loja deverá ser criado um Emissor de Cupom Fiscal.

Para realizar o cadastro deve-se ir em Unum/Retaguarda da Loja/Cadastro/Terminais/Terminais de Cupom Fiscal e seguir os passos abaixo:

Insira um novo registro e informe os seguintes campos no cadastro do emissor de cupom fiscal ou virtual ECF:

Código*: Informar a descrição do Emissor de Cupom fiscal. Sugerimos que seja colocado ECF + número do caixa + Lj + número/nome da loja.
Nome*: Informar o nome do emissor. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código (ECF + número do caixa + Lj + número/nome da loja) completando com o nome completo da loja.
Ordem Sequencial*: Ordem seqüencial do ECF dentro do estabelecimento (loja). Essa informação poderá ser encontrada na leitura “X” da impressora.
Modelo*: Informar o modelo da ECF. Atualmente, o sistema Bematech está homologado para a utilização dos seguintes modelos: MP2100 TH FI, MP4000 TH FI, MP4200 TH FI e MP4200 TH FI II (Bematech), FS600, FS700 Mach 1 e FS700 Mach2 (Daruma), TM-T81 FBII e TM-T81 FBIII (Epson). No caso de utilização do modelo Virtual_ECF, o campo Série Subsérie  será habilitado para possibilitar a informação da série subsérie para a emissão da NFCe;
Firmware*: Informe o firmware (versão) do ECF. Informando também os campos Data do Software Básico * e Hora do Software Básico * referente ao firmware do ECF.
Porta Serial *: Deve-se informar a porta serial na qual a impressora fiscal esta conectada. Essa informação poderá ser coletada através do gerenciador de dispositivo do computador. Nos modelos da Bematech MP2100 e MP4000 a comunicação entre a impressora fiscal e o computador pode ser realizada via cabo serial ou cabo USB.
Série Subsérie *: Deve-se informar a série subsérie da emissão da NFC-e, onde a série poderá ser definida por local de escrituração do estabelecimento vinculado ao Terminal de Nota Fiscal Consumidor Eletrônica (NFC-e) (exemplo: Terminal X, vinculado ao estabelecimento Y, terá a série 1. Já para o Terminal Z, vinculado ao estabelecimento W, sua série também será 1) ou seguindo uma ordem lógica entre todos os estabelecimentos (exemplo: Terminal X, vinculado ao estabelecimento Y, terá a série 1, Terminal Z, vinculado ao estabelecimento W, sua série também será 2, e assim sucessivamente). Caso não seja utilizado o modelo Virtual_ECF o campo em questão estará desabilitado;
Conf Alíquotas *: Informar a configuração de alíquotas do ECF cadastrada na tabela Config de Alíquotas ECF do cadastro de alíquotas, mostrado anteriormente.
Conf Pagamentos *: Informar a configuração de pagamentos do ECF cadastrada na tabela Config de Pagamentos ECF do cadastro de Registradores de Pagemento, mostrado anteriormente.
Conf Operações Não Fiscais *: Informar a configuração de operações não fiscais do ECF cadastrada na tabela Config de Operações Não Fiscais ECF do cadastro de Operações não fiscais, mostrado anteriormente.

CONFIGURAÇÕES TERMINAL DE CF-e

O terminal de CF-e necessita que sejam realizadas algumas configurações adicionais. São elas:
  1. Administradoras de Cartões de Crédito e Débito para o CF-e: essa configuração tempo por objetivo vincular os códigos dos cadastro das Administradoras de Cartões de Crédito e Débito pertencentes a SEFAZ e as Administradoras de Cartões de Crédito e Débito disponíveis no sistema. Para maiores detalhes acesse: http://erp.bematech.com/o-que-fazemos/modulos/frente-de-loja/manuais/guia-das-adm-de-cartoes-de-credito-para-o-sat
  2. Cadastro do Código de Vinculação CF-e: essa configuração tempo por objetivo apresentar o cadastro do código de vinculação realizado pela classe de "Vínculos entre Software House e Contribuinte". Para maiores detalhes acesse: http://erp.bematech.com/o-que-fazemos/modulos/frente-de-loja/manuais/guia-cadastro-do-codigo-de-vinculacao-sat
Esse terminal, após a realização da venda, irá imprimir um extrato com as informações da venda. Por padrão, o extrato a ser impresso será o completo, porém ele pode ser alterado para o simplificado através da configuração x-class: 

this.tipoPadraoImpressaoExtratoCFe = StoreStatus.ExtratoCFe.Tipo.COMPLETO;
this.configuracoesCliente['tipoPadraoImpressaoExtratoCFe'] = this.tipoPadraoImpressaoExtratoCFe;

O nome "COMPLETO" deve ser alterado para "SIMPLIFICADO".

Localizada em: /Configuração/Frente de Loja/Terminal/Caixa/de Sistema Autenticador e Transmissor de Cupom Fiscais Eletrônicos (SAT-CF-e)

Usuários 

Neste momento, são criados os usuários do terminal (gerente, operador, supervisor etc.) e configuradas suas permissões, onde são definidas através do processo de permissões "Bematech/Adim/Segurança/Permissões/Permissões" acessando o caminho: 
  • CF-e: Raiz/products/INTEQstore/Frente de Loja/CF-e.ip

Para isso deve-se ir em "Bematech/Admin/Segurança/Grupos, papéis e usuários/Usuários" e seguir os passos abaixo: 
  1. Inserir um novo registro no processo “Usuários”. 
  2. Informar os campos Nome*, Grupos e Papéis, Estabelecimentos, Entidade*, Nome completo*
Nome*: Nome do usuário.
Grupos e Papéis: Informar o(s) grupo(s) que o usuário pertence. Ou seja, os grupos de permissões que mesmo terá no sistema.
Estabelecimento: Informar o estabelecimento que o usuário pertence. Ou seja, qual a loja que ele esta exercendo a sua função.
Entidade*: Caso a entidade desejada não esteja cadastrada, deve-se dar um duplo clique para que a tabela “Pessoas” seja aberta e assim iniciar o cadastro da entidade. Após inserir o registro, devem ser informados os campos do cadastro, onde deve ser observada a classe em que essa pessoa deverá ser cadastrada (podendo ser Vendedores, Gerentes, Diretores, etc.) Sugerimos que o campo código do cadastro da entidade contenha a mesma informação colocada no campo “Nome*” do login do usuário.
Nome completo*: Esse campo será preenchido automaticamente depois de informada a entidade.

      3. Confirmar (cltr + enter) e neste momento será gerada um senha automática.
      4. Pronto! O usuário estará cadastrado e pronto para utilizar o sistema.

Permissões

Para realizar os cadastros e configurações do terminal de CF-e, são necessárias as seguintes permissões:

          Classe/Processo:
  1. CF-e: Raiz/Products/INTEQStore/Frente de Loja/CF-e.ip
  2. de Cupom Fiscal Eletrônico - CF-e: Raiz/Dados/Cadastrais/Recursos/Ativos Imobilizados/Equipamentos de Informática/Computadores/Terminais de Caixa
  3. Emissores de CFe: Raiz/Products/INTEQStore/Retaguarda da Loja/Cadastros/Terminais
  4. Terminal de CFe: Raiz/Products/INTEQStore/Retaguarda da Loja/Cadastros/Terminais

Terminais de CF-e

O cadastro de terminal de CF-e irá contemplas as operações para os tipos de documento SAT CF-e, MF-e e NFC-e (sem a utilização do virtual ECF).

Localizado em: Bematech/ Retaguarda da Loja/ Cadastros/ Terminais/ Terminais de CF-e.

Código*: Informar a descrição do Terminal de CF-e. Sugerimos que seja colocado 'T' + "Código" CF-e + número do caixa + Lj + número/nome da loja.
Nome*: Informar o nome do CF-e. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código 'T' + "Código" CF-e + número do caixa + Lj + número/nome da loja) completando com o nome completo da loja.
Estabelecimento*: Informar a loja do terminal Caixa: Informe ocódigo do disponível (caixa) que será utilizado para realizar as movimentações financeiras.
Caixa*: Informe o código do disponível (caixa) do PDV.
Caixa Central*: Informe o código do disponível (caixa) que será utilizado para realizar as transferências financeiras. Esse caixa é único para cada loja.
Host: A informação do host será realizada através do processo "Habilita Emissor de Documento Fiscal"
Modelo do PinPad: Informar o modelo correspondente ao PinPad utilizado na loja. Atualmente o sistema Bematech está homologado para a utilização dos seguintes modelos: Gertec PPC800, PPC900 e PPC910, Ingenico IPP 320 e Elite 3500.
Porta serial do PinPad: Informar qual a porta de comunicação do PinPad.
Situações: Neste campo deve-se informar as situações que o terminal irá visualizar, onde para que o terminal visualize todas as situações basta deixá-lo em branco.
Qtd Máxima de Unidades: Permite informar a quantidade máxima permitida para a inclusão dos itens. Caso o mesmo seja deixado em branco não será validada a quantidade do itens incluídos na venda, deixando o valor em aberto, permitindo a inclusão de qualquer valor.
Valor máximo de troco permitido: Deve-se informar o valor máximo definido para o cálculo do troco a ser realizado pelo terminal de cupom fiscal. Caso não se deseje utilizar um valor máximo para troco, basta deixar o campo em branco;
Fluxo de Identificação CF/CNF: Neste campo será definida qual a forma de definição do documento da venda no início da mesma. Assim, temos as seguintes opções:

1. "Início da Venda": que ao selecionar tal opção, será apresentada na inicialização da venda a interação padrão para informar o documento da operação, onde a venda se enquadrando nos parâmetros de venda para cliente contribuinte (Pessoa Jurídica), para venda com saída por outra loja, para a venda do tipo interestadual ou com algum produto exigir a impressão de NFE(Nota Fiscal Eletrônica) será emitido um comprovante não fiscal (CNF) para que a nota seja emitida posteriormente e para os demais casos CF;
2. "Menu Funções": onde ao selecionar tal opção, todas as vendas iniciadas no fluxo normal serão CF, sem a apresentação da interação padrão citada anteriormente, e em casos de venda que exijam a emissão de um comprovante não fiscal (CNF) será apresentada um nova opção "3. Iniciar venda contribuinte/pessoa jurídica (CNF)" no menu "Funções";
3. "Não possui": ao selecionar tal opção todas as vendas a serem realizadas no terminal em questão só poderão emitir o Cupom Fiscal, não contando com a possibilidade da emissão do comprovante não fiscal (CNF).
Emissor CF-e: A vinculação do terminal com emissor será realizada através do processo "Habilita Emissor de Documento Fiscal".  Neste poderá ser informado qual emissor será utilizado para emitir um CF-e. Caso seja utilizado o emissor SAT deverá ser informado um cadastro que está vinculada a classe Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos - SAT-CF-e. Caso seja utilizado o emissor de MF-e, deverá ser informado um cadastro que está vinculada a classe Módulo Fiscal Eletrônico - MFE.
Desabilita exibição do nome do autorizador: Ao selecionar essa opção, toda autorização de comanda não apresentará o nome do autorizador, solicitando apenas a senha do mesmo após a informação do usuário;
Desabilita sugestão valor dinheiro na coleta: Ao selecionar esta opção, o sistema não irá sugerir o valor a ser pago em dinheiro no terminal cupom fiscal eletrônica SAT, evitando assim erros operacionais. Caso a opção não seja selecionada, o sistema irá sugerir o valor a ser pago em dinheiro. 
Habilita Gaveta: Ao selecionar a opção em questão, possibilitará a abertura da gaveta automática no momento do pagamento a ser realizado. Ressaltamos que o controle de gaveta só está contemplado para a utilização da impressoras do fabricante Daruma e dos modelos do fabricantes Gerbô GEM4260 e GEM3260, e da Bematech. Deverá ser observado para cada modelo a ser utilizado o controle de sinalização de abertura e fechamento do gaveta, pois o mesmo poderá ser invertido, onde neste caso será necessário selecionar, além da opção citada, a opção Controle Invertido da Gaveta.
Bloqueia usuário corrente no cancelamento: Ao selecionar está opção será solicitada autorização de comando ao realizar cancelamento de registro de
venda ou cancelamento de último cupom fiscal, mesmo se o operador de caixa possuir as permissões "Cancelar Ultimo Cupom e Cancelar", fazendo
com que o operador apenas possa fazer uso das permissões, se for em um terminal que não esteja logado com o seu usuário. Tal comportamento tem
o propósito de pelo menos dois usuário ter o consentimento do cancelamento da operação e agilizar a operação na loja, pois a dependência da
autorização não ficaria neste caso apenas na pendência como por exemplo da figura do gerente;
Usa alerta de pouco papel: ao selecionar esta opção, o sistema passa a apresentar validação de pouco papel no ECF durante as operações de venda (Cupom fiscal e Comprovante não Fiscal). Para as demais interações, como emissão de leitura X, redução Z, sangria e suprimento, a validação será apresentada independente da seleção desta opção;
Habilita CPF na Nota: Define se será apresentada a interação para a solicitação do CPF na nota no terminal;
Mensagem caixa disponível: Este campo tem como objetivo possibilitar a alteração da mensagem a ser exibida no terminal em questão, podendo a replicar para os demais terminais ou apenas para os terminais do estabelecimento.

Emissor SAT-CF-e

Localizado em: Bematech/ Retaguarda da Loja/ Cadastros/ Emissores/ Emissores de SAT-CF-e.

Código*: Informar a descrição do SAT-CF-e. Sugerimos que seja colocado SAT-CF-e + número do caixa + Lj + número/nome da loja.
Nome*: Informar o nome do SAT-CF-e. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código (SAT-CF-e + número do caixa + Lj + número/nome da loja) completando com o nome completo da loja.
Classe*: Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos (SAT-CF-e)
Fabricante*: Atualmente, o sistema Bematech ERP só está homologado com o SAT-CF-e do fabricante Bematech.
Modelo*: Atualmente o sistema Bematech ERP está homologado para a utilização do modelo de SAT-CF-e RB-1000 FI RB-2000.
Driver*: Driver correspondente ao fabricante.
Porta Serial*: Deve-se informar a porta serial na qual o SAT-CF-e está conectado. Essa informação poderá ser coletada através do gerenciador de dispositivos do computador.
Número de Série*: Será preenchido no processo "Habilita Emissor de Documento Fiscal", o mesmo deverá ser preenchido com o número de série do equipamento SAT-CF-e.
Código de Ativação*: Inserir código criado no momento da ativação do SAT-CF-e.

Emissores de MFE (Em construção)

            Localizado em: Bematech/ Retaguarda da Loja/ Cadastros/ Emissores/ Emissores de MFe.

            Código*: Informar a descrição do MF-e . Sugerimos que seja colocado MFE-CF-e + número do caixa + Lj + número/nome da loja.
            Nome*: Informar o nome do CF-e. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código (MFE-CF-e + número do caixa + Lj + número/nome da loja)                completando com o nome completo da loja.
            Classe*: Módulo Fiscal Eletrônico - MFE.
            Fabricante*: 
            Modelo*: 
            Driver*: Driver correspondente ao fabricante.
            Número de Série*: Será preenchido no processo "Habilita Emissor de Documento Fiscal", o mesmo deverá ser preenchido com o número de série do                    equipamento MFE-CF-e.
            Código de Ativação*: Inserir código criado no momento da ativação do MFE-CF-e.

Mini Impressora
Localizado em: Bematech/ Retaguarda da Loja/ Cadastros/ Terminais/ Mini Impressoras.

Código*: Informar a descrição da Mini Impressora. Sugerimos que seja colocado MI + "Código" do CF-e + número do caixa + Lj + número/nome da loja.
Nome*: Informar o nome da Mini Impressora. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código (MI + "Código" do CF-e + número do caixa + Lj + número/nome da loja) completando com o nome completo da loja.
Fabricante*: Atualmente, o sistema Bematech ERP só está homologado com a Mini Impressora do fabricante Bematech.
Modelo*: Atualmente ,o sistema Bematech ERP só está homologado com o modelo de Mini Impressora MP-4200 TH.
Porta Serial: Deve-se informar a porta serial na qual a Mini Impressora está conectada. Essa informação poderá ser coletada através do gerenciador de dispositivos do computador.

Emissores de NFC-e com Fiscal Manager API One

Código*: Informar a descrição do Fiscal Manager API One . Sugerimos que seja colocado NFC-e FM + número do caixa + Lj + número/nome da loja.
Nome*: Informar o nome do Fiscal Manager API One. Sugerimos que o nome seja da mesma forma que o código (NFC-e FM + número do caixa + Lj + número/nome da loja) completando com o nome completo da loja.
Classe*: Fiscal Manager API ONE
Série Subsérie *: Deve-se informar a série subsérie da emissão da NFC-e, onde a série poderá ser definida por local de escrituração do estabelecimento vinculado ao Terminal de Nota Fiscal Consumidor Eletrônica (NFC-e) (exemplo: Terminal X, vinculado ao estabelecimento Y, terá a série 1. Já para o Terminal Z, vinculado ao estabelecimento W, sua série também será 1) ou seguindo uma ordem lógica entre todos os estabelecimentos (exemplo: Terminal X, vinculado ao estabelecimento Y, terá a série 1, Terminal Z, vinculado ao estabelecimento W, sua série também será 2, e assim sucessivamente)


CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS PARA TODOS OS TERMINAIS

Habilita Emissor de Documento Fiscal

Localizado em: Bematech/ Retaguarda da Loja/ Configurações e Manutenções/ Habilita Emissor de Documento Fiscal.

Informe os campos abaixo para o caixa seja vinculado a um emissor de cupom fiscal:
Terminal de caixa*: Informar o terminal de caixa que deseja alterar o IP ou o emissor de cupom fiscal.
Host*: Informar o IP ou nome da máquina (hostname) do terminal de caixa.
Emissor de Documento Fiscal: informar o nome do emissor de documento fiscal que vai ser associado ao terminal de caixa.
Número de série: Informar o número de série do emissor de documento fiscal. De acordo com o terminal selecionado, uma determinada classe de emissores será apresentada, exemplo: Se for selecionado um terminal de venda com cupom fiscal, só serão apresentados Emissores de Cupom Fiscal para a sua seleção. Já no caso de selecionar o terminal de venda com SAT CF-e, só serão apresentados Emissores de SAT CF-e para a sua seleção.
Mini Impressora: Informar a mini impressora que vai ser associada ao terminal de SAT-CFe. Este campo só estará habilitado caso o terminal utilizado seja de terminal de SAT- CF-e ou MF-e.
Com isso, deve-se acionar o botão <1Habilita> para que o vínculo seja concluído.

Para os terminais com a opção "Modo Digitação" habilitada, não é obrigatória a informação de emissor de cupom fiscal e do número de série.


PAF-ECF

Configuração do PAF - Caixa

Para que o terminal de cupom fiscal seja iniciado corretamente, se faz necessário efetuar a geração do “Arquivo de Configuração do PAF” e preencher o campo "Código Nacional de Identificação do ECF" no cadastro "Emissores de Cupons Fiscais", conforme informações do software básico do ECF e da tabela "Tabela Nacional de Código de Identificação de ECF”. 

O processo de geração do arquivo de configuração do PAF-ECF é de uso restrito da Bematech, ou seja, sempre que for necessário realizar geração ou qualquer tipo de alteração no arquivo, deverá ser realizada solicitação a Bematech.

Para possibilitar a geração do arquivo de configuração do PAF (PAF.ini) deverá ser fornecida a Bematech o Nome e o CNPJ da Loja, Leitura X de cada ECF que será utilizada pelo terminal de cupom fiscal para cadastro do números de série e grande total. Vale ressaltar que o grande total precisa ser o mais atualizado, ou seja, o documento disponibilizado deverá ser o último emitido pelo ECF, pois caso contrário o caixa irá funcionar mas não realizará algumas operações, como por exemplo, venda. Após o arquivo ser disponibilizado pela Bematech este deverá ser gravado no diretório onde está instalado o executável do sistema de cada terminal de caixa. 

Após a inicialização do período, nos estados que possuem a obrigatoriedade do PAF-ECF, é apresentada uma mensagem indicando o caminho onde está localizado o arquivo PAF.ini, validando a inicialização do período.

Para os estados que não exijam o PAF-ECF, o arquivo não será necessário e por tanto essa mensagem não será apresentada. Para esses estados, o menu funções estará sempre desabilitado.

Em caso de atualização do sistema para versões mais atuais, o arquivo PAF.ini irá ser atualizado com a versão atualizada e com os MD5 de seus executáveis utilizados para a versão em questão sem a necessidade de uma novo arquivo. A solicitação de um novo arquivo PAF.ini será necessária apenas quando tivermos a alteração do laudo de homologação do PAF-ECF. 

Configuração do PAF - Pré-venda (Em atualização)

A versão contempla as funcionalidades exigidas pelo PAF-ECF que englobam pré-venda e caixa. Desta forma, é exigência a pré-venda ser controlada por numerador, sendo necessário realizar o seguinte procedimento:
  • Realizar o cadastro de numerados na classe "Numeradores de pré-venda";
  • Realizar o vínculo do numerador no cadastro do "Local de Escrituração" através do campo "Numeradores de Pré Vendas";
  • Numerador deverá seguir a uma sequência única.
Na criação de um novo servidor de pré-venda, automaticamente será criado um numerador de pré-venda referente ao mesmo. Com isso, ao iniciar o terminal de pré-venda, todas as operações já contemplarão o numerador de acordo com a sequência criada no momento em que o servidor de pré-venda é salvo (ctrl+m).

Caso o servidor já esteja criado, será necessário a atualização do numerador. Para que a mesmo seja realizado basta excluir os arquivos ".num" do diretório da base e editar o cadastro do servidor, o confirmando para finalizar. Fazendo tal procedimento ao iniciar o terminal novamente, o numerador já estará atualizado. 

Servidores de PAF-ECF 

Os servidores PAF-ECF tem como objetivo definir qual será o endereço de ip que irá transmitir e/ou gerar os arquivos xml "Arquivo com Informações da Redução Z do PAF-ECF" e "Arquivo com Informações do Estoque Mensal do Estabelecimento". Nele deverão ser informados o ip da máquina que deverá possuir o iEngine local em funcionamento e a porta deste, onde o mesmo deverá estar na mesma rede dos terminais de loja. Outro ponto de necessidade é que a máquina definida como servidor deverá possuir o Java (versão 7u21) para que os arquivos sejam gerados corretamente.

Ressaltamos que a criação deste servidor se faz obrigatório a partir da versão 2016.8, caso esta não esteja criada corretamente os terminais de venda com cupom fiscal  que estiverem vinculados UFs que exijam o PAF-ECF, irão ter a sua movimentação bloqueada após a 10a redução Z emitida ou após o 1

Regras de vínculo de Servidores PAF-ECF

Este cadastro tem por objetivo vincular as empresas ao servidor do PAF-ECF utilizado para transmitir e/ou gerar os arquivos xml "Arquivo com Informações da Redução Z do PAF-ECF" e "Arquivo com Informações do Estoque Mensal do Estabelecimento". Nele poderá ser definido um único servidor de PAF-ECF para uma empresa em específico, como também para um local de escrituração específico. Vale ressaltar que ao definir a regra de servidores do PAF-ECF, se faz necessário que o servidor definido esteja na mesma rede dos terminais utilizados.

Ressaltamos que a criação deste servidor se faz obrigatório a partir da versão 2016.8, caso esta não esteja criada corretamente os terminais de venda com cupom fiscal que estiverem vinculados UFs que exijam o PAF-ECF, irão ter a sua movimentação bloqueada

Vínculos entre Unidades da Federação e Serviços PAF-ECF

Esta configuração indica se deverá gerar os arquivos "Arquivo com Informações da Redução Z do PAF-ECF" e "Arquivo com Informações do Estoque Mensal do Estabelecimento" ou realizar a transmissão direta para a Sefaz, onde por padrão todos os estados irão gerar arquivos no formato XML. Caso, se deseje alterar a configuração a transmissão, deverá ser alterado neste cadastro a partir da identificação da UF desejada, o campo "Ambiente". Este deverá ser preenchido com "SCPafRecepcao.json", tanto para o serviço de PAF-ECF ReducaoZ, como também para Estoque.

CONFIGURAÇÕES DE CREDIÁRIO

Permissões

Para realizar a análise e aprovação é necessário que o usuário tenha as permissões abaixo:
  • Aprovador Crédito - possui permissão para realizar toda a análise e aprovação de crédito.
  • Aprovador Crédito Auxiliar - não tem permissão de aprovar o crédito apenas de iniciar a análise.

Terminais de crediário

Para a utilização do crediário é necessário que seja cadastrado o terminal indicando o computador, onde será realizada a análise de crédito. 
Para realizar o cadastro deve-se ir em Unum/Retaguarda da Loja/Cadastro/Terminais/Terminais de crediários e seguir os passos abaixo:

Insira um novo registro e informe os seguintes campos no cadastro do terminal de crediário:

Código*: Informar a descrição do terminal de crediário. 
Nome*: Informar o nome do terminal de criário.
Classe*: Informar a classe do crediário.
Utiliza o servidor da loja?: Selecionando esta opção será possível selecionar apenas um estabelecimento e faz-se necessário que o terminal de crediário esteja na intranet (rede local) do servidor de pré-vendas. Caso essa opção não esteja selecionada vários estabelecimentos poderão ser selecionados no campo citado em seguida.
Estabelecimento: Informar o(s) estabelecimento(s) que o terminal de crediário irá visualizar.
Host: Informar o IP do terminal de crediário.
Situações: Neste campo deve-se informar as situações que o terminal irá visualizar, onde para que o terminal visualize todas as situações basta deixá-lo em branco.

Habilita Impressão do Comprovante de Crediário

A venda de crediário no caixa pode gerar o comprovantes correspondente a parte financiada da operação. O layout do comprovante pode ser definido pelo cliente, mas atualmente existe um padrão. Cada comprovante gerado possui as informações da loja da venda, número do contrato, o valor da parte financiada, as parcelas da operação. É válido informar que o modelo padrão de layout apresenta uma coluna parcelas, nesta coluna é apresentada a chave do título da operação, quando o total das parcelas for igual ao total dos títulos gerados na operação, ou a chave do pedido, quando o total das parcelas for diferente ao total dos títulos gerados na operação. 

No caso de uma venda ser gerada com mais de uma condição de pagamento e todas as condições estejam habilitadas para gerar comprovante de crediário, os sistema gerará um comprovante para cada condição, salvo se as condições apontem para o mesmo tipo de documento de título. Ou seja, se um venda contemplar duas condições vinculadas ao mesmo tipo de título, o sistema gerará apenas um comprovante. Mas se as duas condições não contemplam o mesmo tipo de documento de títulos, o sistema gerará dois comprovantes.


A configuração para habilitar a impressão do comprovante no caixa deve ocorrer no cadastro do tipo de documento de títulos. Neste cadastro será necessário preencher dois campos:


Script de Layout de Comprovante:  neste campo deve ser escolhido o script que determina o layout do documento a ser impresso, por padrão o campo não é preenchido. Estando este campo vazio, significa que o comprovante não será emitido.


Número de Vias Comprovante: informar quantas vias do comprovante será impresso no caixa. Esta variável somente será habilitada se o campos Scrip de Layout de Comprovante estiver preenchido.


Habilita Impressão do Documento do Título e do Contrato

A venda de crediário poderá gerar um documento referente ao título, como: carnet ou duplicata, e o contrato de venda. O documento do título pode ser impresso na tela Aprovação de Crediário e terminal de caixa. Já o contrato poderá ser impresso apenas na tela de Aprovação de Crediário. O layout dos referidos documentos podem ser definidos pelo cliente, mas atualmente existe um padrão de layout de contrato, que está definido na classe Layouts de Impressão de Contratos.

A configuração que determina onde os documentos acima citados serão impressos se chama Configurações de Devolução e Impressão de Documentos no Frente de Loja, localização: Retaguarda de Loja/Configurações e Manutenções. Caso não exista configuração neste processo, nenhum dos documentos serão emitidos. A tela possui os seguintes campos:

Tipo de documento: Informe o tipo de documento que terá o contrato ou documento impresso. Caso escolhido o tipo CA (carnet), por exemplo, somente as vendas que utilizarem esta condição do tipo carnet contemplaram a impressão destes documentos.  O sistema não permitirá duas configurações para o mesmo tipo de documento. Ou seja, o sistema impedirá que existam duas configurações apontando para o mesmo tipo de documento, na tentativa de realiza tal configuração o sistema deve apresentar uma mensagem impedindo o usuário de seguir com a configuração: "O tipo de documento xxxxx já foi configurado.", onde xxxxx é o tipo de documento.

Script de Impressão: Neste espaço é apresentada a informação constante no campo Script de Impressão no registro de tipo de documento, informado na variável anterior. Ou seja, este espaço é definido automaticamente com o layout do documento a ser impresso, conforme definido no cadastro do tipo de documento vinculada à configuração que está sendo criada/editada. Caso não exista script de impressão definida no tipo de documento, este espaço ficará em branco, desabilitado para edição e nenhum documento será impresso na loja. Caso o usuário pretenda preenchê-lo, será necessário atualizar o registro do tipo de documento para que este campo seja atualizado.

Terminal de Impressão: Informe neste campo o terminal que imprimirá o documento de título, exemplo: carnet ou duplicata, conforme layout selecionado no campo Script de Impressão relacionado a essa configuração. Existem apenas duas possibilidades de terminal de impressão de documento de título atualmente: Terminal de Crediário ou Terminais de Cupom Fiscal. Ou seja, se informado Terminal de Crediário, apenas impressão do documento será realizada na tela de Aprovação de Crédito. Contudo, se informado Terminais de Cupom Fiscal, a extensão do script de impressão deverá ser "*.ijs" e a impressora que será utilizada será a informada na grade Impressoras de Documento no terminal de cupom que está sendo utilizado, somado a isso, o deverá ser informado o tipo de documento do título no cadastro da impressora vinculada.

Impressora: Impressora que fará a impressão do layout configurado no script do tipo de documento (script de impressão) de título selecionado.
O preenchimento desse campo é obrigatório quando o tipo do script é '*.ijs', pois os casos de script com extensão "*.il" ou "*.ip" a impressão será realizada conforme escolha do usuário. Este campo ficará desabilitado se o Terminal de Impressão escolhido for de cupom fiscal.

Script de Impressão de Contrato: Neste campo deve ser selecionado o layout do contrato a ser impresso.

Impressora do Contrato: Impressora que fará a impressão do layout configurado no script de impressão do contrato. Existe um layout padrão que apresenta informações de valor de contrato, este campo deve apresentar apenas o total financiado desconsiderando a entrada.

Após realizar o preenchimentos dos campos da tela, o usuário deverá clicar em gravar. Neste momento, o sistema criará um x-class, sendo assim, ao realizar esta configuração o usuário deve ficar atento para a licença de chave habilitado em sua senha.

Se operação possuir mais de um tipo de documento que apontem para dois ".il" ou dois ".ip" ou um ".il" e outro ".ip", o sistema não deve imprimir nem contrato e nem tipo de documento. Porém se for vários ".ijs", imprime normalmente.

Habilita Campo Avalista na Aprovacão de Crédito

A tela de Aprovação de Crédito é possível informar o avalista por tipo de documento. Para que o campo seja habilitado, é necessário realizar a configuração na classe de Tipo de Documento de Títulos, marcando a opção "Aceita Avalista".  

Habilita Classe de Pessoa no Processo de Aprovação de Crédito

Na tela de Aprovação de Crédito é possível trocar a pessoa da negociação, por padrão a classe configurada é Clientes. A configuração se localiza em xclass (/Configuração/Frente de Loja/Terminal/Crediario/0100 INTEQstore.ic) e a propriedade é "classesDeClientes".

Configuração da Devolução no Frente de Loja

No frente de loja poderá gerar devolução, para isso algumas regras devem ser definidas. Essas regras são definidas na tela Configurações de Devolução e Impressão de Documentos no Frente de Loja, localização: Retaguarda de Loja/Configurações e Manutenções.

Na tela em questão possui dois tipos de configuração: do modelo de contrato e documento, que deverá ser realizado na grade Configuração para Impressão por Tipo de Documento de Título e das regras de devolução no frente de loja, que deve ser realizada na grade Configurações de Devolução.

A grade Configurações de Devolução possui os seguintes campos:

Quantidade de dias para consulta de vendas: Determinar a abrangência do período da busca automática de operações de venda para devolução.

Modo de busca do local de escrituração: Determina a abrangência pela pesquisa do local de escrituração na busca automática da operação de venda para devolução.

Script para impressão recibo troca: Determinar o leiaute e conteúdo do recibo de troca a ser impresso no terminal de cupom fiscal ou nota.

Script para impressão do recibo estorno: Determinar o leiaute e conteúdo do recibo de estorno a ser impresso no terminal de cupom fiscal ou nota.

Busca somente operações originadas pelo Frente de Loja valor: Determinar se a busca automática das operações para devolução deverá abranger todas as operações de saída do sistema, ou somente as operações que foram originadas pelo frente de loja. Se marcado, serão buscadas apenas as operações originadas do terminal de caixa.

Permite operações com preços distintos: Determinar que será possível fazer operações de devolução em que um mesmo recurso possa ter preços distintos na mesma operação, porém em itens diferentes.

Inclui data atual na consulta de vendas: Determinar se a busca por chave de operações de venda para devolução deverá obter as operações do dia corrente. Nos casos de busca automática, esta propriedade não é considerada.

.OUTRAS CONFIGURAÇÕES A SEREM UTILIZADAS NO FRENTE DE LOJA

Recursos com multiplicador bloqueado

O processo Recursos com Multiplicador Bloqueado permite realizar a configuração para limitar a quantidade mínima (menor multiplicador) e máxima (maior multiplicador) para uma determinada classe de recursos, onde ao realizar operações utilizando um recurso da classe configurada, o mesmo irá respeitar o limite informado para a inclusão na venda.

A configuração poderá ser realizada informando um valor para o menor multiplicador, onde será o valor mínimo para a inclusão no frente de loja do recurso da classe determinada. E também poderá ser informado o valor para o maior multiplicador, fazendo com que o mesmo seja o máximo a ser incluído do recurso.

Vale salientar que tal configuração funciona informando um dos limitadores ou informando um limite mínimo (menor multiplicador) e máximo (maior multiplicador) para a inclusão do recurso da classe configurada.

Relatório Movimentação Geral do Caixa

O relatório "Movimentação Geral do Caixa", possui duas formas de apresentação para o seu formato analítico. A visão padrão, apresenta a relação das cartões de crédito recebidos no terminal em questão, agrupando por tipo de parcelamento e carteira. E a outra apresentação, trará as informações dos cartões de crédito agrupando por bandeira e número de parcela. 

Para configurar a forma de apresentação que será utilizada, deve-se criar um x-class custom em "Tesouraria"(/Configuração/Frente de Loja/Retaguarda/Tesouraria), informando a propriedade abaixo:

  • Para apresentar o agrupamento por bandeira e número de parcela

    this.camposParaOrdenacaoCartoesRecebidos = StoreStatus.Relatorio.Agrupamento.BANDEIRA_NUMEROPARCELA

  • Para apresentar o agrupamento por tipo de parcelamento e carteira, não é necessário criar um x-class custom deixando a configuração do padrão.

Habilitar a Interação Automática para Inserção de Data de Programação de uma Entrega

As operações de pré-venda ou venda direta no caixa que possuem entrega pode ter durante a adição do item e também em menu funções (após a escolha do Tipo de Saída) a opção de apresentar uma interação perguntando sobre a data de programação de entrega. Para isso, as seguintes configurações devem ser realizadas:

Para que a interação seja apresentada na adição do item, o produto deverá estar vinculado a uma sugestão de saída e o Tipo de Saída contemplado na operação deverá estar informado na propriedade TipoSaidaSolicitaProgEntregaNoAdicionaItem da classe Loja.

Para que a interação seja apresentada quando escolhido o tipo de saída no menu Funções da pré-venda ou do caixa, é necessário que o campo Possui Entrega no cadastro do Tipo de Saída esteja marcado.

A interação somente será apresenta se a venda for diferente de cupom fiscal (CF).

Se não houver nenhumas das configurações descritas acima na base, na data de programação da entrega será considerada a data da operação.

Habilitar a Interação Automática para Inserção de Data de Programação de uma Montagem

As operações de pré-venda ou venda direta no caixa que possuem montagem pode ter durante a adição do item a opção de apresentar uma interação perguntando sobre a data de programação da montagem. Para isso, as seguintes configurações devem ser realizadas:
  • Marcar campo Possui Montagem no recurso;
  • O Tipo de Montagem escolhida na operação deverá estar informado na propriedade TipoMontagemSolicitaProgNoAdicionaItem da classe Loja.

Transferência vinculada

No processo de transferência vinculada são utilizadas duas configurações x-class para a definição da apresentação dos estoques dos locais de escrituração que poderão ser selecionados para a geração da transferência.

A configuração pode ser acessada através do caminho /Configuração/Frente de Loja/0100 INTEQstore.ic na IDE, onde existem as configurações 
"filtraLocaisDeSaidaSemEstoque" no qual é responsável pela definição da apresentação dos estoques dos locais de escrituração no momento da alteração de local de saída, e "filtraLocaisDeTransferenciaSemEstoque" é responsável pela definição da apresentação dos estoques dos locais de escrituração no momento da seleção do local de escrituração para a geração da transferência.

Solicitação de informação de quantidade do recurso inserido na prevenda e na venda do caixa

Para habilitar a interação que solicita que o usuário informe a quantidade de recursos na prevenda ou na venda no caixa, é necessário seguir o seguinte procedimento:
  • Acessar através da IDE da base o seguinte caminho na árvore: Raiz/Configuração/Frente de Loja/Terminal.
  • Criar script custom e inserir a seguinte propriedade: this.utilizaInformaQuantidadeRecurso = true
  • Esta propriedade já está presente no script negativo do produto, contudo com configuração “false” (funcionalidade desabilitada).
  • Esta propriedade habilita a funcionalidade tanto na digitação quanto na bipagem do EAN do produto para o adiciona item e para o consulta produtos (F7).
  • Para habilitar esta funcionalidade no caixa, além desta propriedade, há uma outra que também deverá estar configurada: utilizaInformaQuantidadeRecursoBipagemCaixa (melhor detalhado abaixo).
Para habilitar a interação que solicita que o usuário informe a quantidade de recursos na venda no caixa, além da configuração descrita no item 1.3.2, é necessário seguir o seguinte procedimento:
  • Acessar através da IDE da base o seguinte caminho na árvore: Raiz/Configuração/Frente de Loja/Terminal/Caixa.
  • Criar script custom e inserir a seguinte propriedade: this.utilizaInformaQuantidadeRecursoBipagemCaixa = true
  • Esta propriedade já está presente no script negativo do produto, contudo com configuração “false” (funcionalidade desabilitada).
  • Esta propriedade habilita a funcionalidade tanto na digitação quanto na bipagem do EAN do produto para o adiciona item e para o consulta produtos (F7) do caixa.

Antecipação da validação de saldo de estoque no pedido

Para desabilitar a validação de saldo de itens adicionados na prevenda ou na venda no caixa no momento de sua adição na operação, é necessário seguir o seguinte procedimento:
  • Acessar através da IDE da base o seguinte caminho na árvore: Raiz/Configuração/Frente de Loja/Regras.
  • Criar script custom e inserir a seguinte propriedade: this.antecipaValidacaoSaldoEstoquePedido = false
  • Esta propriedade já está presente no script negativo do produto, contudo com configuração “true” (funcionalidade habilitada).
  • Ao desabilitar a funcionalidade, a validação de estoque dos itens inseridos na operação acontecerá somente na sua gravação.
  • Para que essa validação ocorra tanto ao adicionar o item quanto na gravação da operação, o sistema deverá estar configurado para validar saldo de depósito de movimentação no pedido (configuração de classes de operações).

OUTRAS CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS
Lembrando que para o pleno funcionamento do frente de loja configurações de outros módulos são necessário. Segue abaixo uma relação:
  • Sugestão de classe, núcleo, tipo de saída e local de saída, localizado em: Unum/Vendas/Cadastros/Aux Operações/Tabelas de Sugestões;
  • Condição de negociação para venda, localizado em: UnumVendas/Cadastros/Aux Operações/Condições de Negociações Financeiras dos Pedidos;
  • Regras de comissionamento (caso seja utilizado o módulo de "Comissão e Metas"), localizado em: Unum/Comissão e Meta/Regras de Comissões;
  • Tabelas de preços de venda (produtos e serviços), localizado em: Unum/Precificação/Cadastros;
  • Tipos de entrega (caso seja utilizado a venda de serviço de frente), localizado em: Unum/Vendas/Cadastros/Aux Operações/Fretes/Frete;
  • Recursos, localizado em: Unum/Vendas/Cadastros;
  • Políticas Comerciais (caso a mesma seja utilizada), localizada em: Unum/Vendas/Cadastros/Políticas Comerciais;
  • Parâmetros Financeiros, localizado em: Unum/Financeiro/Cadastros/Parâmetros Financeiros.
  • Configuração dos fatores tributários, localizado em: Unum/Fiscal e Regulamentação/Configurações/Automação Fiscal/Fatores Tributários