o que fazemos‎ > ‎

serviços

A visão inovadora, na qual se baseia nosso sistema de gestão empresarial, é extendida também para sua prestação de serviços. Oferecemos serviços especializados de consultoria, desenvolvimento e hospedagem de dados.

A consultoria prestada pela Bematech é feita na forma de levantamentos das necessidades dos clientes, treinamentos, implantação e suporte, sempre relacionada aos módulos de nosso sistema. A consultoria também é responsável pela análise dos processos dos clientes, a fim de verificar a aderência do sistema às necessidades levantadas.

Possuímos, em nosso quadro funcional, profissionais capacitados para realizar o desenvolvimento de processos específicos para as necessidades dos clientes. Além disso, os desenvolvedores oferecem atendimento de suporte quando necessário.

No serviço de hospedagem de bases de dados, nos responsabilizamos por administrar os bancos de dados do cliente para pleno uso dos Bematech ERP e Bematech Varejo, licenciado à parte. O acesso a esses bancos de dados pode ser feito pela Internet aos usuários cadastrados, mantendo a qualidade e disponibilidade do acesso.


Certificações

Confira as certificações que o software Bematech ERP passa a ter:

Passamos a ter o produto de uma das empresas pioneiras do ramo de software do País a ser avaliada pelo projeto MPS.BR.

Visando compreender as boas práticas sugeridas pelo MPS.BR, em 2007, nosso produto foi avaliado como nível G. Durante o período de implementação deste nível, os resultados já eram perceptíveis e o grau de aderência era bastante alto. Foi desenvolvida pela equipe interna da Qualidade uma ferramenta com os princípios do Scrum e premissas do MPS.BR.

A empresa continuou trabalhando nos seus processos visando sempre a agilidade, eficiência e satisfação dos seus clientes e usuários internos. Então em 2011, uma reavaliação do produto o deixou no nível E do modelo MPS.BR, trazendo o reconhecimento de primeira empresa no Brasil a obter este nível, na versão deste mesmo ano.

Além do controle de projetos já institucionalizado, foram incorporadas novas funcionalidades que passaram a permitir uma total gestão de estimativas, custos e garantia da qualidade. Indicadores de eficiência foram introduzidos, permitindo-nos realizar um trabalho mais acurado.

Seguindo essa filosofia de total interação e transparência entre os profissionais e seus clientes, estes pode-se acompanhar em tempo-real a evolução dos projetos, passando a gerenciar de forma mais efetiva a condução e tomada de decisões, potencializando assim o sucesso inerente a todos nossos clientes.

Sobre o MPS.BR

O MPS.BR ou Melhoria de Processos do Software Brasileiro é um modelo de melhoria da qualidade de processos que se baseia no CMMI, nas normas ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504 e na realidade do mercado brasileiro.

O MPS.BR vem sendo desenvolvido pelo Softex, pelo governo e por universidades, contando com o apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, FINEP e do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Sua estrutura baseia-se em conceitos relacionados a sete níveis de maturidade, que são, em ordem crescente, os níveis G, F, E, D, C, B e A, em que cada nível tem suas características próprias. A cada novo nível, devem ser mantidas as premissas do nível anterior e acrescentadas as novas peculiaridades do nível obtido.

Seguem descrições de cada um dos níveis do modelo:
  • Nível G (parcialmente gerenciado): São implantadas as gerências de requisitos e de projeto.
  • Nível F (gerenciado): São acrescidos os processos de aquisição, gerência de configuração, gerência de portfólio de projetos, garantia da qualidade e medição.
  • Nível E (parcialmente definido): A partir deste nível, são inseridos novos elementos no processo de gerência de projetos tratado no nível G e iniciados os processos de definição, avaliação e melhoria do processo organizacional, gerência de recursos humanos e gerência de reutilização.
  • Nível D (largamente definido): Evolução no processo de desenvolvimento de requisitos, inclusão dos processos voltados à solução técnica, integração de produto, instalação do produto, liberação do produto, verificação e validação.
  • Nível C (definido): Introduzidas melhorias no processo de análise de decisão e resolução, e a gerência de riscos.
  • Nível B (gerenciado quantitativamente): Implantados o desempenho de processo organizacional e a gerência quantitativa do projeto.
  • Nível A (em otimização): Inovação e implantação na organização e a análise e resolução de causas.
"Os serviços especializados oferecidos são: consultoria, desenvolvimento e hospedagem de dados"

















"Passamos a ter melhor controle de nossos projetos, principalmente em estimativas de prazos e custos, associado à garantia da qualidade"