quem somos
Com o objetivo de fortalecer sua operação, recentemente a Unum integrou seus negócios à Bematech, multinacional brasileira provedora de soluções de tecnologia para o varejo, food service e hospitality.

A Bematech oferece uma plataforma integrada de equipamentos, softwares de gestão e serviços – que automatizam processos e apoiam a gestão comercial – as soluções da Bematech permitem que estabelecimentos conquistem mais rentabilidade e controle de suas operações. 

Juntas agregam ao portfólio soluções altamente inovadoras, com metodologia de desenvolvimento baseadas em processos avançados, alta produtividade, flexibilidade e foco em resultados.

São mais de duas décadas de pioneirismo, com ofertas cada vez mais completas e inovadoras, que proporciona agilidade, eficiência e competitividade.


Certificações

Confira as certificações que o software Bematech ERP passa a ter:

Passamos a ter o produto de uma das empresas pioneiras do ramo de software do País a ser avaliada pelo projeto MPS.BR.

Visando compreender as boas práticas sugeridas pelo MPS.BR, em 2007, nosso produto foi avaliado como nível G. Durante o período de implementação deste nível, os resultados já eram perceptíveis e o grau de aderência era bastante alto. Foi desenvolvida pela equipe interna da Qualidade uma ferramenta com os princípios do Scrum e premissas do MPS.BR.

A empresa continuou trabalhando nos seus processos visando sempre a agilidade, eficiência e satisfação dos seus clientes e usuários internos. Então em 2011, uma reavaliação do produto o deixou no nível E do modelo MPS.BR, trazendo o reconhecimento de primeira empresa no 
Brasil a obter este nível, na versão deste mesmo ano.

Além do controle de projetos já institucionalizado, foram incorporadas novas funcionalidades que passaram a permitir uma total gestão de estimativas, custos e garantia da qualidade. Indicadores de eficiência foram introduzidos, permitindo-nos realizar um trabalho mais acurado.

Seguindo essa filosofia de total interação e transparência entre os profissionais e seus clientes, estes pode-se acompanhar em tempo-real a evolução dos projetos, passando a gerenciar de forma mais efetiva a condução e tomada de decisões, potencializando assim o sucesso inerente a todos nossos clientes.

Sobre o MPS.BR

O MPS.BR ou Melhoria de Processos do Software Brasileiro é um modelo de melhoria da qualidade de processos que se baseia no CMMI, nas normas ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504 e na realidade do mercado brasileiro.

O MPS.BR vem sendo desenvolvido pelo Softex, pelo governo e por universidades, contando com o apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, FINEP e do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Sua estrutura baseia-se em conceitos relacionados a sete níveis de maturidade, que são, em ordem crescente, os níveis G, F, E, D, C, B e A, em que cada nível tem suas características próprias. A cada novo nível, devem ser mantidas as premissas do nível anterior e acrescentadas as novas peculiaridades do nível obtido.

Seguem descrições de cada um dos níveis do modelo:
  • Nível G (parcialmente gerenciado): São implantadas as gerências de requisitos e de projeto.
  • Nível F (gerenciado): São acrescidos os processos de aquisição, gerência de configuração, gerência de portfólio de projetos, garantia da qualidade e medição.
  • Nível E (parcialmente definido): A partir deste nível, são inseridos novos elementos no processo de gerência de projetos tratado no nível G e iniciados os processos de definição, avaliação e melhoria do processo organizacional, gerência de recursos humanos e gerência de reutilização.
  • Nível D (largamente definido): Evolução no processo de desenvolvimento de requisitos, inclusão dos processos voltados à solução técnica, integração de produto, instalação do produto, liberação do produto, verificação e validação.
  • Nível C (definido): Introduzidas melhorias no processo de análise de decisão e resolução, e a gerência de riscos.
  • Nível B (gerenciado quantitativamente): Implantados o desempenho de processo organizacional e a gerência quantitativa do projeto.
  • Nível A (em otimização): Inovação e implantação na organização e a análise e resolução de causas.


















"Passamos a ter melhor controle de nossos projetos, principalmente em estimativas de prazos e custos, associado à garantia da qualidade"